De volta aos palcos, Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte se apresenta no anfiteatro do Papódromo

Blog SerMídia,

Com realização da Fundação José Augusto, evento tem entrada gratuita, estilo soft opening e segue normas de biossegurança

O mês de setembro inspira recomeços para os potiguares apreciadores da música de concerto. Após mais de um ano com apresentações virtuais, a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte – OSRN, através do projeto Movimento Sinfônico, retorna aos palcos no dia 26 de setembro, às 17h, sob a regência do maestro Linus Lerner, no anfiteatro do Espaço Cultural João Paulo II- Papódromo, com realização da Fundação José Augusto-FJA. Este será o primeiro evento após a reforma do local, que possui palco, camarim, salas de ensaio, camarote, arquibancadas, banheiros e estacionamento.

A retomada acontece no estilo Soft Opening, ou seja, de maneira controlada e restrita, para garantir a devida segurança requerida pela situação atual. O evento segue as normas de biossegurança, e tem entrada gratuita mediante cadastro pelo Sympla, a partir das 9h do dia 23 (quinta-feira). Os ingressos são limitados (300 unidades).  

“Após o mais crítico período da pandemia, a nossa querida Orquestra reencontra presencialmente o grande público através de um concerto especial, que entrega o histórico Papódromo para a sociedade potiguar, mais um espaço resgatado pelo Governo do Estado para abrigar as produções artístico-culturais do RN”, declara o diretor geral da FJA, Crispiniano Neto.

“A vida pulsa ao vivo. Retomar o encontro com o público é reintegrar a missão mais importante da OSRN: levar a música de concerto ao vivo e, presencialmente, para a população do RN”, expressa Tatiane Fernandes, diretora de produção da Orquestra. E, sem dúvida, um momento de expectativas também para o maestro: "Foi um ano e meio de grandes projetos online, pioneirismo de nossa parte no Brasil e, até mesmo, no mundo. Estou muito contente de poder estar de volta e em um novo espaço cultural, com novo palco”, comemora Linus.

No repertório, grandes obras orquestrais. “Escolhemos músicas que mostrem o poder da orquestra tocando de forma presencial novamente, algo que não fazíamos desde o início da pandemia, devido a impossibilidade de nos reunirmos. E também que nos trazem alguma mensagem, a exemplo da música de abertura “La Forza del Destino”, de Giuseppe Verdi. Se alinharmos ao momento atual, remete a reflexão do destino que nos leva às coisas que não controlamos, como a pandemia. E, além disso, pela comemoração dos 180 anos de nascimento de Antonín Dvorák, com a “Sinfonia do Novo Mundo”, representando, aqui, um ‘novo mundo’ que esperamos pós-pandemia”, revela Linus Lerner e acrescenta “podem aguardar música brasileira também”.

Além dessas, estão na programação George Bizet, com a ópera Carmem Suite 1 & 2 (1875); Jules Massenet, em Meditação de Thais (1894), a ser executada pelo solista da OSRN, André Kolodiuk; Batuque (1891), de Alberto Nepomuceno, considerado o pai do nacionalismo na música erudita brasileira e um dos primeiros a empregar elementos do nosso folclore em suas composições; West Side Story Selections (1957), de Leonard Bernstein, inspirada na obra de Romeu e Julieta; Dança Eslava (1878), de Antonín Dvorák e, uma das maiores músicas brasileiras, a bossa nova Garota de Ipanema (1962), composta por Antônio Carlos Jobim e letrada por Vinícius de Moraes.

A Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte tem o Governo do Estado do RN como seu principal mantenedor. A temporada 2021 é realizada através do projeto Movimento Sinfônico por meio do patrocínio via incentivo fiscal da Neoenergia Cosern e Instituto Neoenergia, mediante Lei Câmara Cascudo do Governo do Estado do RN, da Unimed Natal, Hospital do Coração e Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão; Apoio G7 Comunicação. O projeto Movimento Sinfônico é uma realização da OSRN / Fundação José Augusto e da MAPA Realizações Culturais.

Serviço:

Movimento Sinfônico 2021 – Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte

RETOMADA

Quando: 26 de setembro (domingo)

Onde: Papódromo (no dia do evento, o acesso ao local será pelo portão principal do Centro Administrativo, na BR-101)

Horário: 17h

Ingressos: O público pode reservar ingresso gratuito através do Sympla, a partir das 9h de quinta-feira (23). Será permitido um por CPF.

No dia do concerto, a entrada só será permitida mediante apresentação do voucher e comprovante de vacinação. É obrigatório o uso de máscara no local e aconselhável levar o seu próprio álcool em gel.

A OSRN é sua! Siga nossas redes sociais –

Facebook – @rnsinfonica

Instagram - @rnsinfonica

YouTube - Se inscreva no canal - https://www.youtube.com/channel/UCH0Ui-ioCNEDxZ18Hvs6gvA



Poty Mapping - RN terá primeiro Festival de vídeo mapping no mês de outubro

Blog SerMídia,

Festival resgatará a memória histórico-cultural potiguar através da projeção eletrônica, tendo como temática a cultura indígena

Festival Poty Mapping nasceu do desejo da  produtora cultural Carol Carvalho e da artista visual Gabriela Barbalho de colocar Natal no circuito dos grandes festivais de mapping do Brasil e do mundo.  Com exibição no mês de outubroo Festival irá mergulhar nas memórias afetivas dos potiguares, usando como principal suporte a projeção mapeada de vídeo, levando o público a refletir sobre a preservação do nosso patrimônio material histórico-cultural, tendo com temática a cultura indígena. Assumindo uma poética de grande impacto visual (sem gerar interferências estruturais), a exibição irá aliar a arte urbana contemporânea à tecnologia, à memória da cidade e a cena artística local e nacional, através das artes visuais, música e artes cênicas.

O vídeo mapping trata-se de uma técnica utilizada para projetar imagens em uma estrutura tridimensional, a qual é previamente mapeada por um software.  O mapping é uma arte sem impacto ambiental, mas com grande impacto transformador, pois deixa um legado de conhecimento, ressignificados e novas percepções para a população e para os espectadores, gerando reflexão sobre outras perspectivas em relação às cidades e  suas memórias. Os festivais de mapping têm sido realizados em diversas cidades do mundo e no cenário pandêmico a linguagem da projeção em fachadas foi tomando cada vez mais notoriedade como um meio de ocupação do espaço público, ganhando grandes dimensões e revelando um produto artístico de impacto.

Neste contexto, levando em consideração o potencial artístico dos artistas do RN e a nossa rica identidade cultural,  o Poty Mapping chega como uma forma de expansão das expressões artísticas do nosso povo.  O Festival será gravado na Gamboa do Jaguaribe – território de preservação indígena localizado na Zona Norte de Natal - com projeções em uma ocaaliando a arte dos nossos artistas à oportunidade de dar voz  e visibilidade para esta identidade cultural tão importante:  O RN é um território onde cidades, rios e caminhos carregam nomes de origem indígena e tem seu povo conhecido como "potiguar", mas a demarcação de terras indígenas no estado ainda não é um fato relevante. Apesar de existirem no Rio Grande do Norte mais de 15 comunidades dos povos originários atualmente articuladas, o apagamento de anos de colonização ainda repercute diretamente nas garantias dos seus direitos básicos

A resistência histórica desses povos garante articulações que, cada vez mais, resgatam, ressignificam e encontram caminhos possíveis para a validação dessas identidades no momento contemporâneo. Entendendo o alcance que a arte pode fornecer, aliada ao momento político atual em que o país se encontra,  e ao momento da primavera indígena, o Poty Festival de Mapping se sente convocado para fazer do seu espaço, um espaço de diálogo entre tecnologia e patrimônio, um espaço de manifestações artísticas que deem voz ao que originalmente é "desta terra, nesta terra, para esta terra, pois já é tempo!"

O Festival também está com uma chamada aberta, até o dia 20 de setembro, para os artistas que tenham interesse em participar do projeto com loops, vídeos, animações, videoarte ou desenhos.  Os interessados podem ter acesso a todas as informações técnicas para inscrição no link  ou no perfil @potymapping no Instagram.

O projeto Poty Festival de Mapping possui o patrocínio da Lei Aldir Blanc, através Governo do Estado Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.



Festival Urbanocine lança convocatória para projetos audiovisuais - INSCRIÇÕES até 10 de setembro

Blog SerMídia,

O Festival Urbanocine é um projeto que utiliza o cinema como ferramenta social e de educação audiovisual, atuando através de exibições, projeção em espaços públicos e ações formativas por meio das quais se debate, desde 2013, questões sociais, geográficas e identitárias relacionadas às cidades.
A Chamada URBANOCINE 2021 apresenta uma proposta de apoio e incentivo à realização cinematográfica aliada ao debate sobre cidade e acessibilidade, tanto comunicacional quanto a bens de consumo cultural por diversos grupos sociais que compõem a população de um território. Neste ano, em sua terceira edição como Festival de Cinema, o Urbanocine promove uma convocatória para projetos audiovisuais distribuídos em duas categorias: finalização de filmes e laboratório de ideias.
Na categoria finalização de filmes serão selecionados dois curtas-metragens, nos formatos de documentário, ficção, vídeo e/ou experimental. Os projetos aprovados, já gravados e em fase de pós-produção, receberão um apoio técnico de finalização em acessibilidade (audiodescrição e legendagem), a serem desenvolvidos pela equipe do Festival Urbanocine. Os filmes finalizados através deste processo irão compor a programação do Festival de Cinema Urbanocine 2021, que chega à sua terceira edição, este ano em formato remoto.
Na categoria laboratório de ideias serão selecionados 25 alunos para o Laboratório de Ideias Urbanocine, tendo como ponto de partida, preferivelmente, narrativas protagonizadas por pessoas com deficiência, seja por meio de personagens da obra ou por meio de membros da própria equipe. Essa etapa promoverá, através dos encontros virtuais divididos em 07 aulas e 03 eixos (Gêneros de filmes; Argumento, roteiro, direção e produção; Instrumentos Cinematográficos) um período de aprofundamento para cada desenvolvimento fílmico com exercícios práticos, conteúdo gravado e aulas online ao vivo, todas com acessibilidade comunicacional, entre os dias 14 e 21 de setembro de 2021.
As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de setembro, através do site https://urbanocine.com.br/ . Os/as selecionados/as de cada categoria serão escolhidos/as pela comissão técnica do Urbanocine.
O Festival Urbanocine tem Realização da Ilha Deserta, com patrocínio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e Fundação José Augusto, via Lei Câmara Cascudo, Cosern e Grupo Neoenergia; com apoio do Sebrae RN e apoio cultural da Inter TV.
SERVIÇO
Chama Urbanocine
Inscrições – Até 10 de setembro
Categoria A - https://forms.gle/QkNCzWSn25xpDtwN9
Categoria B - https://forms.gle/Pjrts5EebiMHCCK59


Com aumento de casos de depressão na pandemia, psicóloga orienta como buscar ajuda profissional

Blog SerMídia,

Pesquisa registrou aumento de 50% em quadros depressivos e 80% em casos de ansiedade; estudo também identificou aumento de 88% na busca de psicoterapia online

O Setembro Amarelo é uma campanha que tem o objetivo de alertar para a valorização da vida e conscientizar a sociedade para o acolhimento do outro. Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) registrou aumento de 80% nos quadros de ansiedade durante a pandemia, enquanto outro estudo divulgado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) apontou aumento de 50% nos quadros depressivos. Se a pauta sobre a conscientização da saúde mental já era essencial, no momento em que vivemos ela se torna ainda mais urgente.

Segundo o Google Trends, houve um aumento de 88% nas buscas por psicoterapia online o que demonstra também a efetividade das campanhas realizadas. Porém, só o alerta não é o suficiente para garantir um acolhimento efetivo, é preciso que esta pessoa que busca ajuda, encontre alguém a que realmente possa se conectar e atender suas necessidades. Porém, isso pode não ser tão simples.

A busca por um psicoterapeuta pode, muitas vezes, esbarrar em obstáculos como: “Dentre as várias abordagens de psicoterapia, qual é a melhor para mim?”; “Onde procurar um psicólogo?”; “Como saber se escolhi o profissional correto?”; “Eu preciso entender de Psicologia para fazer psicoterapia?”, etc. Todos esses questionamentos podem, inclusive, gerar ansiedade e fazer a pessoa desistir da sua busca.

Então, para ajudar nesta busca, a psicóloga, mestre em Cognição Humana e professora de Psicologia da Estácio, Beatriz Lobo indica alguns pontos que devem ser considerados:  

1 – Não existe abordagem ou terapeuta ideal

“Não existe uma abordagem 'ideal'. O que existe é uma dupla terapeuta-cliente/paciente que forme uma aliança, um vínculo genuíno e positivo. É sabido e bem consolidado na literatura que o maior fator preditivo para o sucesso terapêutico é o vínculo estabelecido entre a dupla, além de aspectos da pessoa do terapeuta, relacionados com a genuinidade dos sentimentos que ocorrem na relação. O psicoterapeuta precisa ter uma escuta atenta e empática, e muito mais do que a técnica ou a abordagem são qualidades da relação e qualidades da própria pessoa do terapeuta que são fundamentais para o sucesso terapêutico”, orienta a psicóloga.

2 – Certifique-se da capacitação técnica do terapeuta

Apesar de não existir uma abordagem ideal, é necessário estar atento à capacitação técnica do profissional, se o mesmo possui formação na área em que está atuando e se o seu registro profissional está ativo. “Nesse sentido, o processo de escolha perpassa escolher alguém que esteja capacitado técnica e pessoalmente para dar conta da sua demanda”, explica a profissional.

3 - Você precisa se sentir acolhido e confortável

“Na hora de escolher um terapeuta, certifique-se, além da sua formação, se é confortável para você estar junto dessa pessoa, se abrir e confiar suas dificuldades e partes mais doloridas a ela. Se não funcionar, busque outro terapeuta. Um terapeuta é também uma pessoa, e às vezes nos sentimos bem com algumas, e não com outras, por muitos motivos. Encontre alguém com quem você se sinta seguro, acolhido, respeitado”, indica Beatriz.

4 – Onde procurar um terapeuta

Em muitos casos, os profissionais são indicados por amigos ou conhecidos, mas para aqueles que não possuem indicações, existem sites de busca por serviços de saúde, clínicas e organizações que oferecem serviços de psicoterapia. Porém, independentemente de onde se for buscar, é muito importante procurar a referência sobre a qualificação profissional do psicoterapeuta e avaliar se seu registro está ativo. Isso pode ser feito, buscando pelo nome do profissional no site do Conselho Federal de Psicologia https://cadastro.cfp.org.br/

5 – Se não der certo de primeira, não desista

“É importante saber que existem muitos tipos de psicoterapia e de psicoterapeutas, e que nem sempre vai funcionar de primeira. Portanto, é importante estar aberto para reconhecer como você se sente na relação, e fazer uma escolha com alguém que além de estar capacitado em sua formação, forneça acolhimento, respeito e um vínculo seguro”, finaliza a docente.



Setembro Amarelo chama atenção para cuidados com a saúde mental e prevenção ao suicídio

Blog SerMídia,

Especialistas destacam importância da campanha de conscientização e incentivam busca por atendimento profissional para quem tem sofrido com sintomas psicológicos

Por todo o mês de setembro, a conscientização, desmistificação e prevenção ao suicídio são os assuntos mais abordados em diversas esferas da sociedade — isso graças à campanha Setembro Amarelo, adotada em nível mundial para combater a desinformação e ajudar a quem está em sofrimento. 

Ainda considerada tabu, a discussão sobre prevenção ao suicídio e cuidados com a saúde mental é necessária para enfrentarmos um problema de saúde pública que atinge uma pessoa a cada 40 segundos no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

No Brasil, de acordo com levantamento do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, foram registradas 12.895 mortes por suicídios em 2020, o equivalente a um caso a cada 41 minutos. O número é estável em relação ao ano anterior, que registrou 12.745 óbitos, mas comprova a importância da campanha de prevenção.

“O suicídio ainda é um tabu na sociedade por ser um fenômeno que carrega muitas questões culturais, sociais e religiosas, e isso faz com que as pessoas não conversem sobre essa temática. Então, a visibilidade que a campanha traz ao assunto faz com que as pessoas se sintam mais confortáveis e seguras para falar sobre e buscarem ajuda”, afirma a professora Romeika de Sena, doutoranda em Enfermagem em Saúde Mental e docente da Estácio. 

A especialista informa que existe uma nuance de comportamentos suicidas: ideação, planejamento, tentativa e o suicidio propriamente dito, e que a campanha colabora para a identificação de um comportamento na fase mais precoce, antes de se chegar propriamente a uma tentativa. Ainda de acordo com dados da OMS, uma pessoa atenta contra a própria vida a cada três segundos.

Fatores de risco

A cartilha “Informações importantes sobre doenças mentais e suicídio”, da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), destaca abuso sexual na infância, doenças incapacitantes e tentativa prévia como fatores que podem aumentar o risco de alguém cometer suicício. 

Apesar de transtornos mentais como depressão, alterações de humor e de personalidade estarem frequentemente associados ao ato, a doutoranda em Enfermagem em Saúde Mental esclarece que não é necessário um diagnóstico dessas doenças para que haja risco de desenvolvimento de comportamentos suicidas. 

“A pessoa pode estar passando por um sofrimento psíquico-mental intenso em que a sua resiliência esteja prejudicada naquele momento, e a partir disso, passar a desenvolver um dos comportamentos relacionados ao suicídio”, explica. 

Diante disso, a especialista aponta comportamentos preocupantes a serem observados como “quando a pessoa está mais reclusa e se sente desesperançada ou triste a ponto disso interferir nas atividades diárias, o que pode refletir em frases como ‘não sirvo mais pra nada’, ‘a culpa é toda minha’, ‘se eu sumisse seria melhor’”. 

Ajuda profissional é caminho para tratamento 

Com o apelo do Setembro Amarelo, ao longo de todo o mês, é bastante comum vermos pessoas se oferecerem para conversar com alguém que esteja se sentindo triste. Mas, mesmo sendo a rede de apoio uma condição positiva para o tratamento, especialistas recomendam que aqueles que sintam necessidade de conversar sobre aflições de caráter emocional, busquem ajuda profissional qualificada com psicólogo e/ou médico psiquiatra, para que seja feita uma avaliação com diagnóstico e os encaminhamentos que se fizerem necessários. 

“Quanto mais precocemente for identificado e tratado o quadro do paciente, melhores são as condições prognósticas. Existem estudos que apontam cada vez mais evidências de que a psicoterapia associada ao tratamento medicamentoso aumenta e potencializa a eficácia do tratamento de transtornos mentais: as medicações auxiliam na estabilização dos sintomas e as intervenções em psicoterapia trabalham os fatores e estressores que mantêm esses “sinais ativos’”, diz a docente do curso de Psicologia da Estácio Sydennya Lima, especialista em Saúde Mental e Terapias Cognitivas.

A profissional, que é responsável pela Clínica de Psicologia da faculdade, lembra que as doenças mentais são como quaisquer outras que necessitam de acompanhamento para que se possa ter qualidade de vida. “O estigma e o preconceito ainda dificultam a procura por tratamento adequado. Nesse sentido, procure profissionais qualificados, e a prevenção ainda é a melhor forma de cuidado”, orienta.

Centro de Valorização da Vida

Para aqueles que sentem necessidade de conversar sobre sintomas psicológicos que podem incomodar nesse sentido, o Centro de Valorização da Vida (CVV) também é uma opção de contato. A entidade realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, pelo telefone 188, email e chat 24 horas todos os dias.



Cantora Dani Cruz Lança 3º EP autoral "Elas Querem Samba"

Blog SerMídia,

A cantora potiguar Dani Cruz lança nesta sexta-feira, 03 de setembro, em todas as plataformas digitais, o seu terceiro EP autoral “Elas Querem Samba” – composto por quatro sambas autorais inéditos em parceria com Mônica Michelly e Jubileu Filho. 

O samba, desde sua origem, foi marcado por importantes representantes mulheres, de Tia Ciata (a matriarca do samba) até intérpretes e compositoras atuais. Contudo, seus nomes foram muitas vezes sobrepujados pelo protagonismo masculino. Registrar as vozes das mulheres é muito importante do ponto de vista histórico, de relevância cultural e do resgate ancestral feito por meio disso.

Ao longo de sua carreira, Dani Cruz já encabeçou outros projetos objetivando reverenciar esta importância na música, como Elas (2016) e Samba de Sereia (2017). Agora no EP “Elas Querem Samba”, a cantora busca fazer registros inéditos, muito relacionado a seu desejo e missão musical, mas também a uma forte demanda do público, devido à relação do seu nome ao gênero. Nessa ideia de valorizar o papel da mulher não apenas como intérprete, mas também como compositora, a artista se junta a parceiros para tornar o EP “Elas Querem Samba” real, fortalecendo o samba natalense, que vem ganhando muita notoriedade nos últimos tempos, e vem contando com grandes nomes ao longo da sua história.

“Esse trabalho é muito especial pra mim. Desde o momento da sua criação que surgiu o meu desejo de adentrar o gênero do samba, a composição das canções, o conceito visual, os arranjos, eu noto seu impacto. Apresentar o amor, a fé e a esperança a partir das minhas músicas enche meu coração de alegria, com uma certeza de estar no caminho certo. Em todas as gravações com Jubileu, mestre cujo carinho triplicou depois dessa produção musical super cuidadosa, eu me emocionei muito. O “Elas Querem Samba” já é um marco na minha carreira e estou super satisfeita com o resultado, doida pra compartilhar com o mundo!”

O EP tem a direção musical de Jubileu Filho e trará partido alto, samba canção e afrosamba, apresentando uma variedade de estilos em uma mesma obra. As faixas “Elas Querem Samba”, “Assim é, Assim Será”, “Rezado de Mainha (Pra Maria)” e “Oração ao Mar” permeiam pela representatividade das mulheres do samba, ancestralidade, cultura nordestina e fé. Além do EP, a cantora também lançará os quatro visualizers das músicas, às 12h, em seu canal do YouTube.

O projeto do EP “Elas Querem Samba” é uma realização da DC iltda, com recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. 

SERVIÇO

Dani Cruz – EP “Elas Querem Samba”

Lançamento: Dia 03 de setembro, em todas as plataformas digitais

Pre-save: https://onerpm.link/481797071832

Lançamento visualizers: Dia 03 de setembro, às 12h no YouTube: https://www.youtube.com/c/DaniCruzcanta



Segunda dose da vacina dá direito a 90% de desconto no cinema do Natal Shopping

Blog SerMídia,

Campanha da rede Ancar Ivanhoe presenteia imunizados com desconto exclusivo no par de ingressos para o cinema em 19 shoppings da rede

Após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga anunciar que 7 milhões de pessoas ainda não completaram o ciclo de imunização contra a Covid, a rede de shoppings Ancar Ivanhoe lança a campanha “Sua Vacina Vale Muito”. Entre os dias 25 de agosto e 02 de setembro, 19 shoppings do grupo, dentre eles o Natal Shopping, vão oferecer desconto exclusivo de 90% no par de ingressos para o cinema para 50 clientes por dia que comprovarem que tomaram a segunda dose.

Para garantir a diversão, basta estar entre os primeiros a apresentar o comprovante da aplicação da segunda dose no ponto de troca com o documento de identificação. Depois é só escolher o dia para curtir o filme favorito. Ao todo, a ação pretende beneficiar diariamente cerca de mil pessoas.

“Impactamos todos os dias milhares de pessoas que frequentam nossos shoppings. E porque não utilizar esse poder alcance para reforçar a importância de completar o ciclo de imunização contra a Covid? Com a campanha, encontramos uma forma de incentivar as pessoas que ainda não apareceram para tomar a segunda dose de uma maneira leve e divertida”, conclui Raquel Arruda, head de Marketing da Ancar Ivanhoe.

No Rio Grande do Norte, a ação é válida no Natal Shopping para os ingressos das sessões das 10h às 20h, de segunda a quinta-feira. A promoção não é cumulativa. 

SERVIÇO - Campanha “Sua Vacina Vale Muito”

Desconto de 90% na compra de 1 par de ingressos de cinema no Natal Shopping

Ponto de troca: Lounge em frente a Rio Center

Período: De 25 de agosto a 02 de setembro



Multas da LGPD começam a ser aplicadas e demandam atenção dos empresários

Blog SerMídia,

Já entraram em vigor as sanções previstas na Lei nº 13.049/2018, a Lei Geral de Proteção de Dados ou LGPD, que entrou em vigor em setembro de 2020, mas está valendo integralmente desde o início deste mês. Empresas que não atenderem às regras da norma podem sofrer punições, que vão de advertências, multas de até 2% do faturamento — limitadas a R$ 50 milhões — até o bloqueio dos dados.

O advogado Igor Hentz, da Hentz Advocacia, explica o que mudou na prática neste mês. “A grande novidade é a entrada em vigor dos artigos 52, 53 e 54, referentes às sanções. Elas podem variar entre advertências, multas financeiras (limitadas em R$50 milhões) e até a eliminação da base de dados que levou à infração”.

Criada para proteger os dados pessoais dos titulares, a lei 13.049/2018 exige que as empresas informem seus públicos sobre o uso e o tratamento de informações coletadas, sejam elas digitais ou físicas. “Diversas tratativas já podem ser visualizadas nas organizações: políticas de privacidade publicadas em seus sites, aviso de coleta de dados por meio de cookies de navegação, contatos e meios de comunicação do Encarregado de Dados da organização e aditivos contratuais relacionados à LGPD para fornecedores e clientes”, explica Igor.

Segundo o advogado, a LGPD estabelece as regras para proteger os dados das pessoas naturais. “Há uma preocupação generalizada, no Brasil e no mundo, com a privacidade e com os dados capazes de identificar uma pessoa natural (nome, número de documento, etc.) ou de torná-la identificável (seus interesses, preferências, hábitos de compra, etc.). Vale lembrar que, nesta era digital que vivemos, o dado é visto como o “novo petróleo” – no qual que se baseia os negócios mais lucrativos atualmente”, diz.

Igor acrescenta ainda que as empresas precisam se adequar, seja do menor gestor até o presidente, todos precisam saber das responsabilidades e tomar cuidado com as multas. “A lei veio para determinar os direitos dos titulares dos dados, os cidadãos brasileiros, e dar respaldo jurídico para as empresas, dando segurança”, afirma. Para ele, a proteção de dados é complexa e depende do usuário, principalmente pelo costume de fornecer com facilidade os dados. Sobre as multas e segurança, ele complementa que “precisa ter conhecimento das leis e cobrar isso das empresas”

As mudanças no mercado estão cada vez mais evidentes e seguir a LGPD é essencial para manter a competitividade. “Os conceitos de privacidade estão mais disseminados e os clientes mais exigentes e preocupados com os seus dados. Isso é um ponto de atenção direto para todas as organizações: a LGPD é uma exigência legal e mercadológica. Cada vez mais, a privacidade será um diferencial avaliado pelos clientes, conforme o tipo de negócio e o tratamento de dados”, completa Hentz.



Estudante potiguar vence etapa regional e vai representar o Nordeste em etapa nacional de competição de soletração em inglês

Blog SerMídia,

Será do Rio Grande do Norte a estudante que vai participar da etapa nacional do PES Spelling Bee, competição de soletração em inglês, com estudantes de todo o Brasil. A aluna do Mundial Colégio e Curso, Marina Tyssaleah, do 5º ano B, venceu todas as etapas e agora participará da grande final no dia 31 de agosto representando a região Nordeste.

Marina disputou com outros classificados de diversas escolas do Nordeste e se tornou finalista. “Eu tô muito feliz e animada. É bastante responsabilidade. Eu estou muito ansiosa, na expectativa que dê tudo certo e eu consiga vencer a etapa nacional” – afirmou a estudante após a sua vitória.

O Spelling Bee tem, dentre outros objetivos, estimular a leitura e a escrita, aumentar a concentração, consolidar a internalização de vocabulário em inglês, desenvolver habilidades de estudo, ampliar o repertório linguístico, desenvolver habilidade de comunicação e de falar em público.

De acordo com Lilian Kasey, professora de Língua Inglesa e das aulas Bilíngue no Mundial, a realização do projeto foi uma atividade desafiadora, porém com um resultado incrível. “Fiquei muito feliz em ver que os alunos estão se dedicando para avançar ainda mais na língua inglesa. O campeonato despertou neles a prática da leitura, da escrita, e o desejo de competir levando o nome da escola! Todos os alunos se saíram incrivelmente bem”.

Com a competição, acrescenta a professora, os alunos aprendem e se divertem. “É uma ótima oportunidade para os alunos vivenciarem a cultura e exercitarem a língua estrangeira de forma divertida. O objetivo é que os estudantes se expressem em inglês e pensem o idioma, não como um obstáculo, mas como algo muito bom para eles. Durante toda a atividade desenvolvida no concurso, os estudantes só podem falar em inglês”, explica. *Com informações da Assessoria



8ª Mostra de Cinema de Gostoso abre inscrições

Blog SerMídia,

Poderão ser inscritos longas e curtas-metragens brasileiros de todos os gêneros, finalizados a partir de 2020

Estão abertas as inscrições de filmes para a 8ª MOSTRA DE CINEMA DE GOSTOSO, uma realização da Heco Produções e do CDHEC – Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania, direção geral e curadoria de Eugenio Puppo e Matheus Sundfeld. As inscrições devem ser feitas no site do festival - www.mostradecinemadegostoso.com.br - até 26 de setembro. Poderão ser inscritos longas e curtas-metragens brasileiros de todos os gêneros (ficção, documentário e animação) desde que tenham sido finalizados a partir de 2020.

A equipe de organização pretende retomar o formato presencial com a 8ª Mostra de Cinema de Gostoso, de 26 a 30 de novembro, trazendo de volta a experiência única das exibições ao ar livre na Praia do Maceió e outras atividades e vivências do evento, com ampla participação da comunidade local. Caso seja possível a realização presencial, serão tomadas todas as medidas de segurança para adequação às restrições sanitárias vigentes devido a pandemia da COVID-19. Em caso de impossibilidade de realização presencial, o evento será online.

O palco principal da mostra é a sala ao ar livre montada na Praia do Maceió, onde acontecem as sessões da Mostra Competitiva. Com 600 cadeiras espreguiçadeiras, tela de 12m x 6,5m, projeção com resolução 2K e som 5.1, a sala propicia uma experiência imersiva como a de uma sala de cinema de alta tecnologia.

Ao longo de cinco dias, o público poderá assistir aos mais recentes lançamentos cinematográficos brasileiros. Serão exibidos filmes de todo o país, entre as mostras Competitiva, Panorama, Infantil e Sessões Especiais. Os filmes da Mostra Competitiva concorrem ao Troféu Cascudo, em homenagem ao folclorista potiguar Luís da Câmara Cascudo, concedido pelo voto popular ao melhor curta e longa-metragem. Também será concedido o Troféu da Crítica, a partir da votação de jornalistas e críticos de cinema presentes à Mostra.

Anualmente são realizados debates com produtores, diretores e atores dos filmes exibidos e um seminário sobre o mercado audiovisual. Toda a programação é gratuita.

Também será realizada a 3ª edição do Gostoso Lab, laboratório para projetos de longa-metragem da região Nordeste em fase de desenvolvimento. Uma parceria entre a Mostra de Cinema de Gostoso e o BrLab.

A Mostra de Cinema de Gostoso mobiliza os moradores da cidade, que participam ativamente do evento e que passaram a ter um contato mais próximo com a produção cultural de outras regiões do país.

Com esse conjunto de ações, a Mostra de Cinema de Gostoso conquistou um espaço significativo no calendário cultural do Nordeste como uma importante referência de difusão audiovisual.

Cursos de Formação

Antes do início da Mostra, serão oferecidos cursos de formação técnica e audiovisual para jovens de São Miguel do Gostoso. Desde 2013 foram ministradas 47 oficinas e produzidos 20 curtas-metragens, todos exibidos nas edições da Mostra de Cinema de Gostoso e em diversos festivais no país e no exterior. 

Como resultado dessa experiência, o grupo de alunos criou em 2015 o Coletivo Nós do Audiovisual, com o objetivo de ampliar as possibilidades de realização de novos projetos, de forma autônoma, apontando para a profissionalização no setor audiovisual do estado.



CASACOR RN revela sede para edição 2021

Blog SerMídia,

A mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas está de volta e já tem endereço revelado. A 6ª edição da CASACOR Rio Grande do Norte, marcada para acontecer de 27 de outubro a 30 de novembro na capital potiguar, escolheu sua sede em um casarão com quase 4 mil metros quadrados, situado na área nobre da Zona Leste de Natal, no bairro Petrópolis.

Atraente por sua dimensão e beleza, a residência escolhida para a edição 2021 pertence ao casal de empresários Tuiza e Luís Flor, e foi construída com assinatura do arquiteto Ubirajara Galvão, responsável por projetos arquitetônicos que entraram para a história urbanística de Natal-RN desde os anos 60. 

Os franqueados Cesar Revorêdo e Luciano Almeida já assinaram contrato e seguem com preparativos para o início das obras. A Mostra vai cumprir, rigorosamente, os protocolos recomendados pelos órgãos da saúde.

“Vai ser mais uma linda e marcante edição. Vamos trabalhar incansavelmente para entregar ao visitante mais do que espaços, e sim, experiências e sensações únicas. Elenco, fornecedores, parceiros e franqueados estarão atuando em sincronia para o melhor”, comentam os franqueados do Rio Grande do Norte.



Estácio oferece aulas de yoga gratuitas online

Blog SerMídia,

Projeto Yoga na Estácio tem auxiliado corpo docente e público externo a movimentar o corpo em casa para manter o bem-estar

O impacto da pandemia pelo mundo afetou inúmeros, se não todos os tipos de atividades envolvendo o bem-estar. Em tempos de isolamento social, onde a saúde mental e os cuidados com o corpo correm o risco de serem prejudicados, alternativas para manter práticas como os exercícios de relaxamento ou, outras atividades físicas em um formato próximo, surgem no modelo virtual.

A adaptação exige tempo, mas pensando nisso, a Estácio adaptou o Projeto Yoga na Estácio, para o formato virtual. O projeto é um convite ao núcleo acadêmico e o público externo para participarem, por meio chamadas de vídeo, de aulas práticas de yoga. O objetivo é promover o bem-estar e combater sintomas como estresse, ansiedade e depressão, além de auxiliar no relaxamento de mente e corpo em meio a pandemia. O projeto de extensão existe desde 2017, de modo presencial na Unidade Porto Alegre, e foi reinventado do último ano para cá, ganhando participantes de outras regiões do país.

Segundo a coordenadora do Projeto Yoga, Patrícia Fontes Marçal, “inicialmente a adaptação foi difícil, visto que, de repente, fomos desafiados a mudanças. Depois, ao longo dos meses fomos vendo as vantagens das práticas online, com alunos participando de diversos locais e municípios diferentes”.

Hoje, segundo Patrícia, o número de alunos participantes é rotativo, variando durante cada semana, visto que a atividade ocorre semanalmente. Para a aluna do curso de Direito e participante do Projeto, Yasmin Mahmud, os desafios do formato online dificultaram a prática no início, contudo, a sua adaptação ao novo modelo ocorreu de forma tranquila.

“Acredito que para quem não teve um primeiro contato com a prática de modo presencial pode ser complicado no começo, mas tudo é uma questão de nos adaptarmos a esse período, pois os exercícios de meditação ao fim da prática são os mesmos. Entretanto, devemos respeitar nossos limites e ao mesmo tempo nos desafiarmos aos poucos a cumprir os asanas, que são as posições feitas com o corpo, até que a prática do yoga passa a ser um hábito”.

Entre os alunos, quem também está presente é a psicóloga e coordenadora acadêmica da Estácio, Cassiane Amaral, que avalia o momento como propício para o surgimento de problemas como a depressão e ansiedade. Para ela, “na pandemia estamos todos muito suscetíveis a desenvolver sintomas graves, por este motivo as práticas de Yoga nos auxiliam muito a lidar com este período difícil. Embora o formato da atividade seja diferente, realizar as práticas não é complicado. O difícil é a pandemia!”.

A atividade virou uma tendência em diversos países pelo mundo, principalmente pela forma rápida de ser colocada em prática. Entretanto, Cassiane ressalta que “a prática sem supervisão é perigosa porque podemos lesionar alguma parte do corpo”.

Diante do impacto do exercício em sua rotina, Yasmin aponta que os maiores aprendizados que podem ser adquiridos a partir da yoga são a resiliência e a busca pelo equilíbrio. “Acredito que, junto destes pontos, a força, o autoconhecimento e o reconhecimento de que viver o aqui e o agora são os maiores aprendizados que podemos ter nessa busca por aprendizado e constante evolução que o yoga nos permite ter”, afirma a aluna.

Além do Projeto Yoga na Estácio, a professora Cassiane Amaral reitera que “diversas unidades das Estácio possuem o Núcleo de Apoio e Atendimento Psicopedagógico que oferece palestras, atendimentos e encaminhamentos a alunos, funcionários e professores”, como forma de seguir auxiliando em meio aos desafios causados pelo impacto da pandemia no cotidiano das pessoas.

Posições para fazer em casa

Para quem deseja iniciar sua prática de Yoga, a docente e instrutora Patrícia Fontes Marçal indica três posições simples que podem ser feitas em casa durante este período de isolamento social. Quem desejar participar das atividades do Projeto Yoga na Estácio poderá solicitar por meio do e-mail [email protected]. As atividades são gratuitas e semanais.

Padmasana - Também chamada de Posição de Lótus, é a famosa posição feita com as pernas cruzadas, os pés em oposição às coxas e com os braços esticados apoiando as mãos por cima dos joelhos. Ela tem como objetivo melhorar a respiração e proporcionar estabilidade física para o corpo, além de fortalecer os órgãos abdominais e a coluna.

Padahastasana - Flexão à frente do pé. Para fazer esta posição, basta manter os pés juntos com as pernas estendidas, elevar os braços inspirando e descer a frente do corpo soltando o ar. Mas para completar a posição, é necessário que a cabeça chegue aos pés. Quando completada, a posição proporciona massagem aos órgãos digestivos, e com isso melhora a digestão dos alimentos e melhora a circulação sanguínea no cérebro.

Chatuspadasana - A posição do “cão invertido”, tem como base posicionar-se com as mãos e os joelhos no chão. A partir disso, empurra-se com os pés e mãos até alcançar a posição do “cão invertido”.  O peso deve ser distribuído igualmente entre mãos e pés e o pescoço deve ser mantido em posição reta. Auxilia na melhora do sistema de defesa do corpo, aliviando dores de cabeça, insônia, dores nas costas e cansaço.



Direitos LGBT+ é tema central de fórum em junho

Blog SerMídia,

Evento organizado pelo Governo do Canadá, em parceria com a ONG APOLGBT-SP, traz especialistas de Argentina, Brasil, Canadá e Chile para discutir tema

O Governo do Canadá realiza, por meio de suas representações diplomáticas no Brasil, Argentina e Chile, o Fórum Virtual de Direitos LGBTQ2+. O evento tem a curadoria da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOLGBT-SP), responsável pela realização da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Ativistas, políticos e estudiosos dos quatro países discutem a evolução dos direitos LGBT+, o aumento da presença de pessoas LGBT+ no cenário político, além de falar sobre a invisibilização de pessoas LGBT+ negras, deficientes e indígenas. Também será debatida a força de trabalho e contribuição do público LGBT+ na economia local.

Dentre os palestrantes estão J’net Ayayqwayaksheelth, pessoa indígena e dois espíritos, responsável pelo Royal Ontario Museum em Toronto, no Canadá; Kihmali Powell, diretor executivo da ONG Rainbow Railroad que acolhe refugiados LGBT+ no Canadá; Daniela Castro, primeira pessoa trans a ocupar um cargo público na Argentina como diretora da área de Política para Diversidade Sexual do Ministério da Mulher e Diversidade da Província de Buenos Aires; Glen Murray, ex-prefeito assumidamente gay da cidade de Winnipeg, no Canadá; Karen Atala, renomada ativista chilena e referência para o movimento LGBT+ no país; Paulo Iotti, militante LGBT e um dos responsáveis pela criminalização da homofobia no Brasil; deputada Erica Malunguinho, responsável pela articulação política contra o PL 504 que censurava publicidade com temática ligada à diversidade; Juão Nyn, multiartista, indigena e escritor; a vereadora Bia Caminha, eleita nas últimas eleições; Ricardo Gomes, da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, e Márcia Rocha, fundadora do Transempregos, entre outras pessoas.

A moderação das mesas contará ainda com a Drag Queen Dindry Buck, que é ativista LGBT+ e integrante do Esquadrão das Drags, a colunista do portal Mídia NINJA Leandrinha Du Art, a apresentadora do podcast Biscoito Babu Carreira e o jornalista e ex-editor da Revista Exame João Pedro Caleiro.

O Canadá é reconhecido mundialmente como um dos países mais ativos em relação aos direitos das pessoas LGBTQ2+ e considera o fórum uma oportunidade de ampliar a discussão com países da região que, muitas vezes, enfrentam questões similares em diferentes esferas de suas sociedades, seja no âmbito político, econômico ou social. 

Para a Embaixadora do Canadá no Brasil, Jennifer May, “o fórum será um importante mecanismo para a reflexão dos avanços, ou mesmo retrocessos, dos direitos LGBTQ2+ em nossos países e nos ajudará  a avaliar as medidas necessárias para ampliarmos nossas ações e discussões referentes aos direitos das pessoas LGBTQ2+ e buscar uma sociedade mais justa e igualitária. É necessário refletir sobre o passado e olhar para o futuro com diferentes perspectivas para melhor direcionar nossas ações em busca do respeito e igualdade. Discutir isso com países parceiros será extremamente importante para entendermos os desafios que nos cercam e avançar com o diálogo pela igualdade em toda a nossa região hemisférica.”, conclui. 

“Nosso país está vivendo um momento de ataques à democracia, ao respeito à diversidade, e ter esse intercâmbio de experiências neste Fórum de Direitos LGBT+ fortalece o movimento social. As pessoas precisam se unir pela causa e este Fórum é a prova que é possível diferentes países, culturas, idiomas e histórias se unirem em prol de uma sociedade para todas as pessoas.” afirma Cláudia Regina Garcia, presidente da APOLGBT-SP.

A abertura será às 10h do dia 16/06 e contará com a presença da Embaixadora do Canadá no Brasil, Jennifer May, do Embaixador do Canadá na Argentina,  David Usher, do Embaixador do Canadá no Chile, Michael Gort, da presidente da APOLGBT-SP, Cláudia Garcia, e da Secretária de Direitos Humanos da Cidade de São Paulo, Claudia Carletto.

O evento conta com o apoio institucional da Secretaria Municipal de Direitos Humanos de São Paulo e será transmitido ao vivo no canal do YouTube da ParadaSP www.youtube.com/ParadaSP,  com tradução simultânea em português, inglês e espanhol, além de tradução em libras. 

Para escutar em inglês acessae aqui: 

EN: https://youtube.com/playlist?list=PLA5znzbeP2kkTVxLP0G1LAiJaPrgYLrBT


Para escutar em espanhol acesse aqui: 

ESP: https://youtube.com/playlist?list=PLA5znzbeP2kmkzLjlvy4gi4AKMFKvL9FW


Para escutar em português acesse aqui: 

PT: https://youtube.com/playlist?list=PLA5znzbeP2kkTVxLP0G1LAiJaPrgYLrBT



Dia 2 - 17 de junho

Painel 1: LGBTs na política

Horário: 10h – 11h30

Participantes:

  • Daniela Castro - Diretora da área de Política para Diversidade Sexual do Ministério da Mulher e Diversidade da Província de Buenos Aires (Argentina).

  • Glen Murray  - Ex-prefeito de Winnipeg (Canadá).

  • Lorena Olavarría Baeza – Prefeita recém-eleita de Melipilla (Chile).

  • Vereadora Bia Caminha (Brasil).

  • Deputada Erica Malunguinhos (Brasil).


Moderação: Babu Carreira


Painel 2: Pink Money

Horário: 14h – 15h30

Participantes:

  • Martina Ansardi -  ONG Contratá Trans (Argentina)

  • Márcia Rocha - TransEmpregos (Brasil)

  • Ricardo Gomes – Câmara de Comércio LGBT+ (Brasil)

  • Darrell Schuurman – Câmara de Comércio LGBT+ (Canadá)

Moderação: João Pedro Caleiro


*LGBTQ2+: No Canadá, usa-se a sigla LGBTQ2+, que se refere às lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, queer e dois espíritos. Two-spirited ou Dois Espíritos é uma denominação indígena de gênero. Além do LGBT que já conhecemos aqui, o Q é usado para queer - termo inglês para estranho, excêntrico, que foge aos padrões - e o 2S para two-spirited, que deriva da tradição indígena da América do Norte, onde em vários povos indígenas, há registros de tradições e termos usados para pessoas transgênero, variação de gênero ou identidade de gênero. Com a colonização religiosa europeia, muitas dessas crenças deixaram de existir, mas no começo da década de 1990, grupos indígenas LGBT+ começaram a recuperar seus costumes e tradições. Eles propuseram o termo two-spirited para se referir ao “terceiro gênero”, baseado nas crenças de que o corpo pode abrigar os dois espíritos (masculino e feminino).






Festival MPBJazz realiza edição virtual com grandes nomes da música potiguar

Blog SerMídia,

O Festival MPBJazz estreou em 2010 e ficou consagrado por realizar um intercâmbio cultural e musical entre o Brasil e os Estados Unidos da América: Ao longo das seis edições o projeto passou por diversos espaços culturais de Natal e trouxe grandes nomes do Blues e do Jazz - direto de New Orleans - para se apresentar nos palcos potiguares, oportunizando uma conexão entre os artistas locais e os artistas americanos, que trocaram diversas experiências culturais e realizaram apresentações memoráveis.

Este ano o MPBJAZZ celebra os seus 10 anos de existência e traz uma edição especial em formato virtual, que acontecerá nos dias 01, 02 e 03 de julho, com exibição no canal da Green Point Produções no YouTube. Os amantes da música brasileira e do JAZZ poderão vivenciar, no conforto de suas casas, um pouco da cultura brasileira e da cultura americana, sentindo a mesma energia e a mesma essência musical vividas nas edições presenciais dos festivais anteriores.

Nas atrações deste ano teremos, mais uma vez, grandes nomes do Jazz de New Orleanstais como: John Boutté; Shannon Powell; Gregg Stafford & The Jazz Hounds e Topsy Chapman & Solid Harmony. Além dos artistas potiguares Caio Padilha; Chico Bethoven; Priscila Matos; Josy Ribeiro; Khrystal e Valéria Oliveira, que realizarão homenagens a  nomes consagrados da MPB.

O Festival MPBJazz 2021 promoverá também, durante os meses de junho e julho, uma retrospectiva das edições anteriores que será exibida na Rádio Universitária FM (88.9 FM), todas as quintas-feiras, a partir de hoje (10/06), das 12h30 às 13h; e na TV Universitária (Canal aberto digital 5.1/Cabo Natal 802 HD) nos dias 19 e 26 de junho e 10 e 17 de julho, às 18h30. As retrospectivas contarão com um repertório especial, selecionado cuidadosamente, com destaque para os melhores momentos, com a finalidade de evidenciar e destacar os grandes clássicos americanos e potiguares que se apresentaram nos palcos natalenses, e que, deixaram suas assinaturas musicais e suas identidades culturais na memória das edições anteriores do Festival MPBJazz.

O MPBJazz é uma realização da Green Point Produções, em parceria com o 504 Experience de New Orleans e Valéria Oliveira Produções e conta com o Patrocínio da Prefeitura do Natal, Lei Djalma Maranhão, Unimed Natal, HC Cardio, Lei Aldir Blanc, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal e com o apoio da TV e Rádio Universitária.

SERVIÇO

Festival MPB Jazz - 7ª edição

- Retrospectiva Universitária FM (88.9 FM)

Todas as quintas-feiras, a partir de 10/06 até o final de julho, das 12h30, às 13h

- Retrospectiva TV Universitária - (Canal aberto digital 5.1/Cabo Natal 802 HD)

Dias 19 e 26 de junho e 10 e 17 de julho, às 18h30.

- Apresentações Inéditas da 7ª edição:

01, 02 e 03 de julho às 21h30

Canal do Youtube da Green Point Produções



Filme potiguar é indicado ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Blog SerMídia,

"Vai Melhorar", do cineasta Pedro Fiuza, foi indicado a Melhor Curta Metragem de Ficção

  O curta-metragem "Vai Melhorar", escrito e dirigido pelo cineasta potiguar Pedro Fiuza, estreou em 2020 no 31º Curta Kinofórum e desde então tem feito uma frutífera carreira. Em menos de um ano, o filme reúne 28 seleções oficiais em festivais e 18 prêmios. A novidade agora é a indicação ao 20º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. O filme concorre à edição 2021 do prêmio na categoria Curta Metragem Ficção ao lado de 21 filmes para o primeiro turno. As obras serão votadas pelos membros da Academia Brasileira de Cinema que escolherão cinco para concorrer ao Troféu Grande Otelo. 

  Cássia Damasceno, atriz paranaense que protagoniza o filme interpretando a jornalista Luísa, já recebeu por cinco vezes a honraria de Melhor Atriz (nos festivais: Cine PE, Comunicurtas, Curta Taquary, Curta-SE e Cine Tamoio). Ao ser questionada sobre os motivos do sucesso do filme, Cássia reflete: "Vai Melhorar é uma experiência instigante pelo tema: é um filme que fala sobre nossas escolhas. E apesar das semelhanças com o presente, foi uma história escrita em 2016, antes da última eleição, quando não sabíamos que iríamos passar pela crise política que estamos vivenciando no Brasil. Mas o que me deixa muito incentivada e motivada é o fato do filme propôr uma mudança de visão e ângulo na fala e na ação de uma mulher, que além de tudo é uma mulher preta. O filme apresenta duas camadas de percepção e acredito que faz isso muito bem. Talvez por isso o público se identifique tanto". 

  O filme narra a história de Luísa, uma jornalista sudestina que é contratada para apresentar os programas televisivos da campanha de um candidato a prefeito buscando a reeleição numa capital nordestina. Durante o filme acompanhamos as relações profissionais e pessoais de Luísa até que uma descoberta de bastidores obriga a jornalista a tomar uma séria decisão com consequências éticas e políticas. 

A obra foi idealizada por Pedro Fiuza a partir de experiências suas e de colegas em equipes de produção audiovisual de campanhas políticas. O diretor, que também é graduado em Comunicação Social e Especialista em Cinema, quis lançar um olhar aos profissionais que trabalham atrás das câmeras e também dar voz àquelas e aqueles que enxergam os meandros do fazer político sob outros ângulos. Para Fiuza: "O filme é uma oportunidade para olharmos para os profissionais do audiovisual, mas também entendermos um pouco mais dos bastidores dessa indústria. Passamos quatro anos desde o desenvolvimento do roteiro até a estreia do filme, eu queria que o público pudesse sentir um pouco de como é estar por trás das câmeras."

"Vai Melhorar" é um filme contemplado pelo edital público Cine Natal 2016 e teve seu financiamento através da Prefeitura de Natal, BRDE, FSA - Fundo Setorial do Audiovisual e ANCINE. O filme contou com o trabalho de mais de 80 profissionais durante seus quatro anos de produção. A indicação ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro consagra e celebra artistas e técnicos que trabalharam na obra e também atesta a crescente qualidade da produção cinematográfica do estado do Rio Grande do Norte. 

"Vai Melhorar" é uma produção da Casa da Praia Filmes.

SERVIÇO

"Vai Melhorar"

Local de produção: Brasil/RN

Ano de produção: 2020

Gênero: ficção

Duração: 17 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

Direção: Pedro Fiuza

Trailer:https://vimeo.com/384596644

Cartaz, stills e foto de bastidores: https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1sVCtQZicC2gUIYVqUy9qSHG6P3kRmFNQ


SINOPSE

Nos bastidores de uma campanha política para prefeito, a apresentadora Luísa sofre com a difícil convivência entre os colegas de trabalho. É a última semana antes do primeiro turno e Luísa, longe de sua cidade e sua família, descobre um escândalo que pode comprometer toda a eleição. Agora ela precisa decidir não só o seu destino, mas o de uma cidade inteira.


REDES SOCIAIS DO FILME

Instagram: instagram.com/vaimelhorarfilme

Twitter: twitter.com/vaimelhorarfilm

Facebook: facebook.com/vaimelhorarfilme



Campanha a favor das comunidades indígenas do RN recebe doações

Blog SerMídia,

Projeto “Nós somos essa terra”, da Coletiva Nísia Floresta (RN), visa angariar alimentos não perecíveis, álcool em gel e máscaras de proteção para população indígena de Rio dos Índios.
Karenina Hentz da Cunha Lima é arquiteta e urbanista potiguar, referência em pensar as temáticas de sua área com os vieses de gênero e interseccional. À frente da Coletiva Nísia Floresta – Mulheres pela Equidade, Dignidade e Cidadania (RN), enquanto coordenadora das pasta de Arquitetura, Urbanismo e Sustentabilidade, Karenina desenvolve ações voltadas para as Mulheres. 
Desta vez, o projeto “Nós somos essa terra” idealizado por ela, visa angariar alimentos não perecíveis, álcool em gel e máscaras de proteção, bem como alimentos para crianças, destinados à população de mulheres indígenas da comunidade “Rio dos índios’’ os Indígenas do Vale, localizada em Ceará Mirim, que está passando por inúmeras dificuldades, em virtude das consequência arrasadoras da Covid-19, que já estava necessitando de um olhar social mais atento. 
“Estamos angariando o que é mais urgente e necessário para voltarem ser manter, com suas práticas integrais – tanto de sua cultura, quanto na maneira de sua própria subsistência. Este é um recado efetivo para a sociedade de que precisamos nos unir para colaborar com a campanha”, encerra. 
A entrega será realizada após o dia 31/05, com apoio da publicidade, para a que a comunidade se conscientize e exerça sua solidariedade. 
Para doações, dúvidas ou esclarecimentos, entrar em contato com: [email protected]


Invasão Geek do Sesc RN acontece a partir de 25 de maio

Blog SerMídia,

Elementos dos quadrinhos, mangás, cinema, ficção científica, séries, RPG e games invadirão a programação cultural do Sesc RN, entidade do Sistema Fecomércio RN, entre os dias 25 de maio e 4 de junho, quando acontece a Invasão Geek 2021. As atrações fazem parte da Ação Sesc de Literatura e serão todas on-lines transmitidas nas redes sociais da entidade.

O objetivo é integrar o segmento literário e desenvolver ações em arte educação direcionadas a todos os públicos, com foco na leitura. A cultura pop está entre as que mais crescem no planeta e no Sesc, o tema é abordado todos anos desde 2017, com ações na capital e no interior. A expectativa é que em 2021 o evento tenha grande público e participação, tendo em vista a qualidade da programação e dos convidados desta edição.

O Cronograma de atividades do evento é intenso, iniciando com uma introdução ao universo geek, com uma mesa redonda com a participação de Wendel Bezerra, um ícone do segmento e dublador dos personagens Goku do Dragon Ball, Jackie Chan e Bob Esponja. Os demais convidados no debate são, Gabriel Andrade (RN) e Gleice Medeiros (PE), com mediação de Thiago Santiago (RN).

Nos demais dias, os participantes conhecerão um pouco mais dos temas selecionados, com oficinas de leitura e desenho de quadrinhos, espaço para os jogos eletrônicos e RPG. Uma atração bem aguardada será a temática do K-pop, com aulas de dança, no dia 2 de junho, quando também acontece o confronto de cosplay. A programação é extensa e contempla convidados do Rio Grande do Norte, São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro e até do Chile.

O 25 de maio, data escolhida para começar as apresentações, tem um significado importante, sendo considerado o Dia do Orgulho Geek, em memória ao lançamento do primeiro filme da série Star Wars, no ano de 1977.

Serviço

O que? Invasão Geek Sesc 2021

Quando? 25 de maio a 4 de junho

Onde? Redes sociais Sesc RN



Projeto Ecopraça promove bate-papos com convidados especiais

Blog SerMídia,

O Projeto Ecopraça vem há oito anos desenvolvendo um movimento sociocultural de ocupação e ressignificação criativa de praças e espaços públicos sob a perspectiva de ações culturais, lúdicas, sustentáveis e colaborativas. Diante da pandemia e do necessário isolamento social, o projeto realiza, de 17 a 21 de Maio, a sua edição virtual.

Além de shows musicais de artistas potiguares, a programação contará com a “Ecoprosa” - conversas, mediadas por Geraldo Gondim (idealizador e produtor do projeto Ecopraça), com convidados especiais ligados a projetos socioculturais, meio ambiente, criatividade, inovação e sustentabilidade. As prosas acontecerão de segunda a quinta (17 a 20 de maio), sempre às 11h, no canal do projeto no Youtube.

Entre os convidados estão Maurício Panella, antropólogo e artista multimídia (Estúdio e Instituto Casadágua - instituição que tem como objetivo promover iniciativas por meio de projetos de pesquisas transdisciplinares); Henrique Fontes, dramaturgo, diretor, ator e gestor cultural, integrante do Grupo Carmin e sócio fundador do espaço cultural Casa da Ribeira; Fernanda Rabelo (arquiteta e urbanista) e Thiago Frizon (arquiteto paisagista), sócios diretores do Quintau - Ateliê de arquitetura paisagística; e a equipe do projeto Cidade dos Sonhos – projeto que visa contribuir para um melhor entendimento dos cidadãos acerca da vida urbana e cotidiana.

A edição online do projeto Ecopraça tem realização do Instituto Ancestral, com patrocínio da Lei Aldir Blanc, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. 

SERVIÇO

FESTIVAL ECOPRAÇA – Ecoprosa

De 17 a 20 de maio, às 11h

Exibição: https://www.youtube.com/channel/UCDduw1cp2yrxthXtpmXg5kQ  

Mais informações: https://www.ecopraca.org/



Estudantes de Natal exercem pleno protagonismo com cultura maker em sala de aula

Blog SerMídia,

Quando o assunto é educação, a expressão cultura maker é um movimento que está em alta. Em Natal, estudantes já exercem o pleno protagonismo com a sua prática, que se baseia na ideia de que é possível fazer tudo com as próprias mãos.
Trata-se do DIY, sigla para “do it yourself”. No bom português, “faça você mesmo”. A premissa avança sobre diversas áreas e na educação não é diferente. O Complexo Educacional Contemporâneo fez inclusive ajustes estruturais para que conhecimentos fossem postos em prática na capital potiguar.
A partir de uma sala maker, com mesas largas bem no meio e ferramentas espalhadas pelas paredes, cria-se um ambiente instigante para os trabalhos manuais e em grupo. No rol de equipamentos, estreantes em ambiente escolar como as impressoras 3D. Com elas, os alunos podem criar qualquer coisa, eles mesmos.
Marianny Andrade Arcanjo, que dirige a escola, explica que os experimentos e a busca por soluções ajudam e muito na formação e para desempenhos acima da média. “Eles se engajam mais e vão poder desenvolver a criatividade e o pensamento crítico. A cultura maker fomenta o empreendedorismo e abre portas futuras do mercado de trabalho”, comenta ela.
Para o professor Roberto Peixoto, o espaço é o cenário da nova revolução tecnológica e educacional e tem relação direta com a formação de cidadãos do mundo. “Há a transformação total do estudante em protagonista, com o uso de habilidades para participar da construção de projetos coletivos e de resolver problemas complexos”, acredita o educador.
O aluno Vinícius Araújo aprovou a novidade posta em prática pelo Contemporâneo. “Temos a oportunidade de criar o que quisermos. É diferente de tudo o que já vi na escola”, diz ele, que aos dez anos, já sabe que além de divertida, a sala maker oferece outras vantagens: “É muito tecnológica e tecnologia é a chave do futuro”.


Divulgada a programação do II AFRONTE - Festival de Cinema LGBTQIAP+

Blog SerMídia,

segunda edição do AFRONTE - Festival de Cinema LGBTQIAP+ acontecerá de 05 a 09 de maio em formato virtual no site www.afrontefestival.com.br. O Festival teve o cuidado em representar a pluralidade da sigla LGBTQIAP+ na frente e atrás das telas, desta vez não apenas por profissionais que ocupam o cargo de direção, mas ampliando a representação para outros cargos chaves.

Foram 227 filmes inscritos, das cinco regiões do Brasil, e 26 selecionados divididos em quatro mostras competitivas: Mostra Trajetórias - Encruza (RJ); Joãosinho da Goméa – O Rei do Candomblé (RJ); Canudos em Minha Pele (PE); Pátria (CE);  Espírito que Caminha (AC); Perifericu (SP). Mostra O Que Não Somos - Tenebrosas? (SP); Sangro (SP); Piu Piu (PE); Primavera de Fernanda (PR);  Agachem, Segurem, Formem, Arrasem (SP); Você Já Tentou Olhar nos Meus Olhos? (PR); Véu (RN). Mostra Devires - Abjetas 288 (SE); Ada (BA); Aliena (RS); Os Últimos Românticos do Mundo (PE);  Onde a Fé Tem Nos Levado (SE); Etruska Waters em: O Tombamento da Republiqueta (PR). Mostra Afetos - Acesso (SP); Marie (PE); Aonde Vão Pés (PR); Meninos Rimam (SP);  Fotos Privadas (SP/RJ); O Que Pode um Corpo? (RS) e À Beira do Planeta Mainha Soprou a Gente (BA).

"Os filmes que compõem as quatro mostras reverberam de uma forma potente em nosso imaginário, e com suas temáticas e personagens marcantes nos mostram representações que nos fazem confirmar que é possível nos vermos em nossa amplitude e diversidade.  As obras, cada uma com sua singularidade, nos fizeram rir, nos emocionar, ter medo, e sentir esperança ao nos possibilitarem acessar outra realidade possível, seja ela do presente, futuro ou passado." (André Santos - Diretor Geral)

O Festival tem caráter competitivo e serão concedidos 8 Prêmios Livres e 3 prêmios de Melhor Filme (premiação no valor de R$500,00) pela Comissão Julgadora, além de 4 prêmios do Júri Popular, com votação por meio do site do Festival. Os filmes estarão disponíveis no site durante todos os dias do Festival.

Além de filmes, a programação do Festival conta com oficinas, e bate-papos com os realizadores dos filmes, que serão mediados por Franco Fonseca e Rosy Nascimento. Eles serão transmitidos no canal do YouTube do Festival, assim como a cerimônia de encerramento e premiação. Acesso ao canal: https://abre.ai/afronte-festival

O II AFRONTE - Festival de Cinema LGBTQIAP+ é uma realização da Caboré Audiovisual e tem patrocínio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, através da Lei Aldir Blanc.

SERVIÇO

II AFRONTE - Festival de Cinema LGBTQIAP+

De 05 a 09 de maio, no site www.afrontefestival.com.br

PROGRAMAÇÃO


Quarta-Feira (05/05)

  • BATE-PAPO - MOSTRA "O QUE NÃO SOMOS" (15h às 16h)
  • BATE-PAPO - MOSTRA "AFETOS" (16h30 às 17h30)
  • OFICINA - AUTOMAQUIAGEM DRAG, com JUDSON ANDRADE (18h30 às 20h30)

Quinta-Feira (06/05)

  • OFICINA - FICÇÃO COMO ARMA DE GUERRA, com ANTI RIBEIRO (15h às 17h30)
  • OFICINA - AUTOMAQUIAGEM DRAG, com JUDSON ANDRADE (18h30 às 20h30)

Sexta-Feira (07/05)

  • BATE-PAPO - MOSTRA "DEVIRES" (15h às 16h)
  • BATE-PAPO - MOSTRA "TRAJETÓRIAS" (16h30 às 17h30)
  • OFICINA - GÊNERO E REPRESENTATIVIDADE LGBTQIAP+ NO AUDIOVISUAL, com GERMANA BELO (18h30 às 20h30)

Sábado (08/05)

  • OFICINA - GÊNERO E REPRESENTATIVIDADE LGBTQIAP+ NO AUDIOVISUAL, com GERMANA BELO (18h30 às 20h30)

Domingo (09/05)

  • CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO E PREMIAÇÃO (19h)

Mais informações: 

https://www.afrontefestival.com.br 

https://www.instagram.com/afrontefestival 

https://www.twitter.com/afrontefestival 


1-20 de 491