Atuações: o ala Wálber foi o grande nome do América na goleada

Edmo Sinedino,

maga_09Eu sei que tem alguns que esperam para ver, por isso analiso, com nota, as atuações dos atletas do América na vitória sobre o Palmeira, 5 a 0.

Wálber o foi grande do jogo, o menino Mateus deu alegria no finalzinho e Magalhães, infelizmente, teve outra triste atuação.

Busato – Uma única falha em jogada de escanteio. Seguro, sem firulas, depois fez duas defesas importantes. Um goleiro que joga sério, e põe o time para andar com rapidez na saída de jogo. Nota 7.

Wálber – Melhor em campo. Passagem contínua, aparecendo sempre como opção e formando um bloco de chegada na frente com Júnior Timbó, Daniel Costa e depois até com o garoto Mateus. Importante na condução, rápida e eficiente, da passagem da defesa para o ataque. Nota 8.

Cléber – Não teve muito trabalho, e nem falhas. A seriedade e competência de sempre. Nota 7.

Zé Antônio (foto abaixo) – Foi bem no jogo, sofreu um pouco no segundo tempo quando o atacante Emerson caiu do lado direito, mas se saiu bem. Marcou um gol e sente cada vez mais confiante. Nota 7,5.

Magalhães (foto acima) – Uma atuação abaixo da crítica. Dá para sentir que o ala está totalmente sem confiança. Perdido no apoio, na marcação e numa simples saída de jogo ou troca de passes. Sem nota.

Judson – Outra atuação de como deve jogar um volante de contenção. Toma de um lado, de outro, e logo passa, fazendo o time andar com os alas e os meias. Nota 7.

Maguinho – Não gostei da atuação do volante. Não ajudou com devia no desarme e funcionou mal sempre que passava a bola. Nota 4.

Daniel Costa – Foi bem no jogo. No entanto, devo dizer, falta sequência dentro do próprio jogo. Aparece e some, aparece e some, mas é um privilegiado no passe, no chute e na qualidade técnica. Nota 7,5.

Júnior Timbó – Pouco participativo no primeiro tempo, bem melhor no segundo. Parece, parece que o que falta mesmo é jogo, jogo e jogo, confiança que se adguire fazendo e seguindo em campo. Nota 7.

Gláucio – Um bom jogador. Tem bom porte, mas precisa ser mais acesso, se mexer mais quando está na área, ou quando um companheiro prepara as jogadas pelos lados do campo. Foi pouco acionado no primeiro tempo, melhorou no segundo, e ficou claro que com continuidade e confiança se tornará outra boa opção de ataque. Marcou um golaço e realizou outras boas jogadas de abertura de espaço. Nota 7.

Tiago Potiguar – Não estava mal no jogo. Não merecia ter saído. Se demorava a executar as jogadas é porque Magalhães não ajudava. Nota 6.

Álvaro – Entrou, marcou um gol, mas não deu para fazer uma avaliação sobre sua qualidade técnica. Não me chamou a atenção. Sem nota.

Mateus – Nem preciso dizer que conheço o garoto e sei de seu potencial. Temi que ele sentisse a estreia. Nem de longe. Foi logo partindo para cima e fazendo as jogadas que sabe. Se tivesse mais tempo, entrou faltando pouco mais de 15, teria dado mais alegria à torcida e posto mais qualidade na partida. Uma realidade. Não sei se vai ser aproveitado. Os treinadores, fica evidente, não gostam dos talentos, só posso entender assim. Nota 7.

zeanto_09


Tags: america atuacoes magalhaes walber
A+ A-