Os responsáveis pela derrota de Terezinha Maia(PR)

Alexandre Cavalcanti,

Quinze meses depois das eleições estaduais de 2018, ainda, há especulações quanto ao responsável ou responsáveis pela derrota da primeira dama de São Gonçalo do Amarante, Terezinha Maia(PR), para deputado estadual. No topo da lista estaria o ex-prefeito e atual secretário Estadual de desenvolvimento, Jaime Calado Pereira dos Santos.

Jaime, além de não ter tido forças,  - ou ter trabalhado -, para convencer a filha, socióloga Mada Calado(PT), a desistir de sua candidatura a estadual. Ao mesmo tempo, o prefeito Paulo Emídio (PR), teria descoberto, algum tempo depois, que a candidatura do então presidente da Câmara Municipal, Raimundo Mendes, também a deputado estadual, teria recebido a orientação política de Jaime Calado.

O vice-prefeito Eraldo Paiva(PT) é, também, responsabilizado pela derrota de Terezinha Maia. O fato é que os três: Mada, Mendes e Eraldo conquistaram juntos um pouco mais de 6 mil votos, em São Gonçalo. Terezinha ficou fora da Assembléia por falta de um pouco mais de 300 votos.

Há outros fatores que também contribuiram para a derrota de Terezinha. No município de Lucrécia, Oeste do Estado, onde Jaime teria alguma liderança, a primeira dama de São Gonçalo obteve apenas seis(6) votos. Em Messias Targino, município governado pela mulher do deputado federal João Maia, Terezinha foi derrotada pelo seu companheiro de partido, George Soares por mais de 900 votos.

Em Jardim de Piranhas, principal reduto da família Maia, terra onde João Maia exerce forte liderança política, Terezinha não passou dos 300 votos. Em São Gonçalo, município comandado por Paulinho da Habitação, a votação da primeira da dama surpreendeu negativamente.

Tags: Derrota Terezinha Votos
A+ A-