Taxistas vão protestar contra transporte ilegal no Aeroporto Aluízio Alves

De acordo com cooperativa, empresas de receptivos estão descaracterizando suas funções e tomando passageiros dos taxistas.

Allan Dubeux,

Os taxistas que trabalham no Aeroporto Aluízio Alves realizaram assembleia nesta terça-feira (7), para procurar resolver a situação em que empresas de receptivos estariam supostamente descaracterizando seus serviços, e tomando passageiros dos taxistas para fazer transporte ilegal.

De acordo com a presidente da cooperativa dos taxistas, Magna Sonalle, a situação já se arrasta há dois anos desde a inauguração do aeroporto, localizado no município de São Gonçalo do Amarante. "Infelizmente todas as empresas de receptivo com exceção da Luck Turismo e Potiguar turismo, estão fazendo transporte de lotação ilegal. Eles levam os passageiros e cobram pelo número de pessoas. O que prejudica os taxistas que pagam taxas para estarem alí”, alertou.

Diante do problema a categoria vai sair em carreata, nesta quarta-feira (8), do aeroporto em São Gonçalo com destino à prefeitura do mesmo município. O intuito é cobrar uma maior fiscalização da atividade ilegal. “Cobramos uma fiscalização severa do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), além de uma prática emergencial para sanar definitivamente essa atividade de transporte ilegal”, ressaltou.  

A presidente da cooperativa complementa ainda dizendo que a partir do momento que perdem as corridas por causa das vans de receptivo, ficam sem ter como trabalhar. "Foi tirado o nosso direito. Gostaria de deixar claro que contamos com total apoio do General Jorge Ernesto Pinto Fraxe, diretor do DER, que não está medindo esforços para acabar com essa prática ilegal”, complementou. 


Tags: taxistas transportes
A+ A-