Linha de ônibus que circula na UFRN passa a cobrar tarifa de passageiros

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal os passageiros que vierem de outras localidades pelo transporte público poderão fazer integração no Alimentador UFRN.

Da redação,
Reprodução
Devido à pandemia do coronavírus e a suspensão de aulas presenciais na UFRN, a linha que operava no campus havia, também, sido suspensa.

O funcionamento da linha de ônibus que opera no campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte foi retomado  nesta quarta-feira (1º), com um diferencial que, agora, uma tarifa é cobrada dos passageiros. O valor integral da passagem é de R$ 3,20, e para quem tem o benefício da meia-entrada, é de R$ 1,60.

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), os passageiros que vierem de outras localidades pelo transporte público poderão fazer integração no Alimentador UFRN, nome que foi dado à linha de ônibus.

A STTU disse que o que ocorria era que, no caso desta linha, o custo operacional era subsidiado pelas demais linhas do sistema, ou seja, o sistema de transporte custeava a tarifa dos usuários do antigo circular da UFRN.  A Secretaria disse ainda que "o atual cenário, de elevada perda no número de passageiros, coloca em xeque o equilíbrio que garantia o funcionamento de tal operação".

A linha conta com um ônibus, que passam com periodicidade de 15 em 15 minutos, segundo a STTU.  Devido à pandemia do coronavírus e a suspensão de aulas presenciais na UFRN, a linha que operava no campus havia, também, sido suspensa. 

A pasta informou que na vinda das linhas que tem tarifa de R$ 1,95 (meia estudantil), o passageiro fará a integração sem pagamento adicional. Já na saída da UFRN, tendo em vista que a tarifa é R$ 1,60 (meia estudantil), haverá o pagamento complementar de R$ 0,35 para completar a tarifa normal do sistema. Nos demais deslocamentos, o passageiro pagará a tarifa R$ 1,60 (meia) e R$ 3,20 (inteira), tanto nos pagamentos em cartão ou em dinheiro.

Tags: ônibus transporte UFRN
A+ A-