Operação Lei Seca prende dois motoristas em rota de fuga

Detran e a Polícia Civil estão diversificando os locais das blitze para evitar que os motoristas busquem rotas alternativas.

Rafael Araújo,
Tenente Styvenson/Polícia Militar
No último final de semana, uma blitz foi realizada em Cotovelo, Litoral Sul.

As operações da Lei Seca, comandadas pelo tenente Styvenson Valentim têm como principal foco as vias principais da cidade do Natal e região metropolitana. No entanto, a Polícia Militar em conjunto com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Polícia Civil estão diversificando os locais das blitze para evitar que os motoristas busquem rotas alternativas. Durante a madrugada de hoje (19), foi realizada mais uma blitz, mas, desta vez a barreira foi montada em uma das rotas alternativas.

Ontem a noite a blitz da Polícia Militar foi montada na rua Walter Duarte Pereira, uma das paralelas à Engenheiro Roberto Freire. Apesar do menor fluxo de veículos, dois condutores foram presos por embriaguez ao volante e outros 16 foram autuados administrativamente por dirigirem sob efeito de álcool.

O tenente da Polícia Militar concedeu entrevista ao portal Nominuto.com na última semana e relatou que os agentes estão atentos a essas rotas de fuga. “Nós temos dois policiais que ficam monitorando as redes sociais e os aplicativos. Eles ficam atentos às rotas de fuga e nos informam sobre elas”, comenta.

bafometro-mEstatísticas da Lei Seca em 2014

A Polícia Militar em conjunto com o Departamento Nacional de Trânsito e a Polícia Civil, já realizou 45 barreiras de fiscalização de janeiro até agosto deste ano. Foram abordados 26.111 condutores, 1.977 deles tiveram suas Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) recolhidas. Durante as blitz, 567 motoristas foram presos pela infração de dirigir sob a influência de álcool – o que configura crime de trânsito. Nesses casos, além das sanções administrativas, o condutor pode ser punido com prisão de seis meses a três anos. 

Foram realizados 25.076 testes de etilômetro (Bafômetro) e 1.079 condutores se negaram a fazer o teste. 

Em média, cinco blitzes da Operação Lei Seca são realizadas por mês pela Polícia Militar. Dos 2.260 condutores autuados, 1.977 tiveram suas carteiras de habilitação apreendidas. Os demais 283 motoristas se encontravam sem habilitação ou eram inabilitados.

Dentre as autuações registradas, 47,74% foram a partir de recusas ao teste do bafômetro.

Tags: Blitz Departamento Estadual de Trânsito Operação Lei Seca Polícia Militar
A+ A-