Motoristas recebem atendimento gratuito de saúde na BR-304

Ação contou com assistente social, médico do trabalho, enfermeiro e técnicos de enfermagem.

Da redação, Agência Brasil,

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram, durante toda esta quarta-feira (20), uma série de orientações e atendimentos de saúde na BR-304, km 34. A ação faz parte do II Comando de Saúde na Estrada e também teve participação do CEREST estadual, do Serviço Social do Transporte (SEST) e do Serviço Nacional de Aprendizagem e Transporte (SENAT).

Os motoristas passaram por uma sequência de atendimentos, com triagem, verificação de pressão arterial, teste de glicemia, medição de força, exame de vista, testes rápidos de HIV, sífiles e hepatites B e C e finalizaram com atendimento médico. A ação aconteceu das 8h às 16h, com uma meta de 120 motoristas atendidos.

A ação, coordenada pela PRF e que teve a Secretaria de Saúde como parceira, contou com assistente social, médico do trabalho, enfermeiro, técnicos de enfermagem e técnicos de segurança do trabalho. No local, também foi oferecido vacinação contra gripe.

Segundo o inspetor da PRF, Roberto Cabral, a iniciativa é fundamental para traçar um perfil dos motoristas que trafegam nas estradas. “Os caminhoneiros costumam morar na estrada e passear em casa. A rotina desses profissionais é corrida, geralmente com pouco exercício físico e carência de hábitos saudáveis na alimentação, daí a importância de realizarmos o Comando da Saúde na Estrada. É um momento que conscientiza os profissionais da necessidade de cuidar da saúde e de ter mais segurança nas rodovias”, explica.

De acordo com o comando da PRF, a ação é realizada três vezes ano. O caminhoneiro Augusto César, que há dois anos trabalha nas rodovias, elogiou a ação. “É positivo porque tiramos um tempo para cuidar da nossa saúde”, frisou. A diretora do Cerest municipal, Kallyne Veras Soares, destacou a parceria da PRF com a Secretaria de Saúde. “É um momento de avaliar a saúde dos motoristas e prestar orientações para que esses profissionais possam trabalhar de uma forma que previna acidentes e doenças”, concluiu.

Tags: Cidades
A+ A-