Detran estuda aumentar número de beneficiados pelo Programa CNH Popular em 2022

Coordenador frisou que desde 2011 já havia uma lei sobre o assunto, mas que ainda não estava regulamentada, isso só veio acontecer em 2020.

Da redação,
Reprodução
Jonas Godeiro ressaltou que a iniciativa é voltada para regularizar a situação de trabalhadores que vivem na informalidade.

Em 2021 o Programa CNH Popular beneficiou 353 pessoas em todo Rio Grande do Norte, e segundo o coordenador de Registro de Condutores do Detran, Jonas Godeiro, o departamento já estuda, junto ao Governo do Estado, o aumento no número de vagas em 2022.

“Estamos fazendo um novo estudo para debater como vai ficar a CNH Popular em 2022, mas a meta é aumentar, avançar neste programa já é uma determinação da própria governadora Fátima Bezerra para beneficiar uma quantidade maior de pessoas”, disse Godeiro em entrevista ao Diálogos Nominuto desta quinta-feira (7).

O coordenador frisou que desde 2011 já havia uma lei sobre o assunto, mas que ainda não estava regulamentada, isso só veio acontecer em 2020. Ele também ressaltou que a iniciativa é voltada para regularizar a situação de trabalhadores que vivem na informalidade, dirigindo veículos automotores sem habilitação. 

A ação também gera emprego e renda para os que desejam trabalhar como motorista de aplicativos, motoboy, taxista ou qualquer outra atividade que exija a Carteira Nacional de Habilitação. O investimento realizado pelo governo do RN este ano é de R$ 600 mil.

PRINT-1

“A iniciativa gera emprego e renda porque, principalmente devido a crise gerado pela pandemia, muitas pessoas passaram a trabalhar como motoristas e alguns não têm a CNH, o programa vem parar beneficiar esse público”, pontuou.

Godeiro disse ainda que o programa dá encaminhamento para quem pretende for quem for exercer essas atividades remuneradas, para que o cidadão tenha qualificação antes de dirigir.

O programa contemplou 200 pessoas com a CNH na categoria A (motocicletas), 111 na categoria B (carro), 42 pessoas foram beneficiadas com troca de habilitação para as categorias C, D e E, que abrange veículos pesados.

“Todo processo da CNH; autoescola, aulas práticas e teóricas, exames médicos, provas teóricas e práticas, será custeado pelo Governo do RN”, disse.

Ele destacou que só haverá despesa para pessoas que vão mudar de categoria para as categorias C, D, E, que necessita de exame toxicológico, pois essa parte do processo não depende do Detran, e sim de clínicas credenciadas a Secretaria Nacional de Trânsito.

“O programa veio para beneficiar a população mais carente que quer trabalhar e não tem condições de arcar com os custos da CNH, que é altíssimo”, disse.


Confira a transmissão:

Tags: cnh popular detran rn
A+ A-