Defensor público e advogado são presos em blitz da Lei Seca

Ao final da operação, 12 carteiras de habilitação foram apreendidas. Os condutores presos pagaram fiança e foram liberados.

Rafael Araújo,
Arquivo FD/Trânsito
De acordo com o tenente Styvenson Valentim, que coordenou a operação, foram realizados 442 testes de bafômetro durante a bliz.

Quatro pessoas foram presas na madrugada desta quarta-feira (17) em mais uma blitz da Operação Lei Seca, realizada na Avenida Engenheiro Roberto Freire, na zona Sul de Natal. 12 motoristas foram autuados administrativamente e outros 4 foram presos por crime de trânsito. Entre os condutores presos, está um defensor público, de 35 anos, e um advogado, de 30 anos. Além deles, um tenente da Aeronáutica, de 29 anos, tentou fugir da blitz dando ré, mas ele colidiu o veículo com um carro do Detran. Ele foi um dos 12 motoristas autuados administrativamente.

De acordo com o tenente Styvenson Valentim, que coordenou a operação, foram realizados 442 testes de bafômetro durante a blitz. A barreira de fiscalização aconteceu de 0h até às 4h40. Ao final da operação, 12 carteiras de habilitação foram apreendidas. Os condutores presos pagaram fiança e foram liberados. “Mesmo em liberdade, eles terão que pagar uma multa de R$ 1.915,40 e irão responder a processos criminal e administrativo”, ressalta o tenente.

Segundo a polícia, o teste realizado com o tenente da Aeronáutica também deu positivo para ingestão de bebida alcoólica, no entanto, ele só vai responder administrativamente. Quando o bafômetro registra um índice igual ou superior a 0,05 miligramas de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitidos pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

Estatísticas da Operação Lei Seca em 2014

A Polícia Militar em conjunto com o Departamento Nacional de Trânsito e a Polícia Civil, já realizou 45 barreiras de fiscalização de janeiro até agosto deste ano. Foram abordados 26.111 condutores, 1.977 deles tiveram suas Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) recolhidas. Durante as blitz, 567 motoristas foram presos pela infração de dirigir sob a influência de álcool – o que configura crime de trânsito. Nesses casos, além das sanções administrativas, o condutor pode ser punido com prisão de seis meses a três anos. 

Foram realizados 25.076 testes de etilômetro (Bafômetro) e 1.079 condutores se negaram a fazer o teste. 

Em média, cinco blitzes da Operação Lei Seca são realizadas por mês pela Polícia Militar. Dos 2.260 condutores autuados, 1.977 tiveram suas carteiras de habilitação apreendidas. Os demais 283 motoristas se encontravam sem habilitação ou eram inabilitados.

Dentre as autuações registradas, 47,74% foram a partir de recusas ao teste do bafômetro.

Tags: Blitz Natal Operação Lei Seca
A+ A-