Senado vota PEC dos Precatórios e MP do Auxilio-Brasil nesta quinta-feira

Na tentativa de conseguir os 49 votos necessários para aprovar a PEC, o governo negocia alterações para "amarrar" o espaço fiscal aberto com a proposta e garantir a destinação de recursos.

Da redação, Estadão Conteúdo ,
Agência Senado
Senado abriu a sessão para votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios e a medida provisória que cria o Auxílio Brasil.

O Senado abriu, nesta quinta-feira (2), a sessão para votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios e a medida provisória que cria o Auxílio Brasil, programa do governo federal que prevê pagar um benefício social de R$ 400 a partir de dezembro.

Na tentativa de conseguir os 49 votos necessários para aprovar a PEC, o governo negocia alterações para "amarrar" o espaço fiscal aberto com a proposta e garantir a destinação de recursos para o Auxílio Brasil e despesas da Previdência.

A negociação envolve quatro alterações: limitar o pagamento de precatórios até 2026, e não mais até 2036; carimbar todo o espaço fiscal da proposta, e não apenas parte da folga, para o Auxílio Brasil e despesas previdenciárias; retirar a securitização da dívida ativa; e garantir o pagamento de precatórios priorizados com a retirada das despesas ligadas ao antigo Fundef do teto de gastos.

Acompanhe:

Tags: Auxílio brasil PEC dos precatórios senado
A+ A-