Seap aumenta em 10 vezes a capacidade de comunicação por rádio

Foram adquiridos 321 novos rádios comunicadores de última geração, com tecnologia digital e criptografia.

Da redação, Seap,
Ascom/Seap
Rádios fixos Motorola APX 2500 atendem aos mais rigorosos padrões de eficiência em ambientes úmidos, empoeirados e perigosos.

A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) está avançando na modernização e aparelhamento das unidades prisionais do Rio Grande do Norte. Foram adquiridos  321 novos rádios comunicadores de última geração, com tecnologia digital e criptografia, que vão aumentar em 10 vezes a capacidade de comunicação do sistema prisional, fechando uma lacuna de anos de atraso. O investimento é de R$ 2.694.888,00.

Segundo o secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio Filho, os novos equipamentos estão sendo configurados e seguem imediatamente para todas as 17 unidades com presos no Estado, além do Grupo de Escolta Penal (GEP), Grupo Penitenciário de Operações com Cães (GPOC), Grupo de Operações Especiais (GOE), Central de Monitoramento Eletrônico (CEME) e Ciosp de Natal e Mossoró.  “Essa é mais uma etapa do aparelhamento e modernização em curso no sistema prisional. Vamos melhorar toda comunicação, integrando ao sistema de segurança, as unidades prisionais e as viaturas”, comemorou Pedro Florêncio.

Ao todo foram adquiridos 21 rádios fixos Motorola APX 2500 com grau de proteção IP56, que atende aos mais rigorosos padrões de eficiência em ambientes úmidos, empoeirados e perigosos, além de 300 modelos portáteis com a mesma especificação robusta que serão utilizados em viaturas, guaritas, postos de observação e dentro das unidades prisionais. Os equipamentos foram comprados através de convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Segundo o secretário, a aquisição representa um enorme avanço na área de comunicação, uma vez que várias unidades sequer tinham rádios à disposição. Os rádios da Seap eram cautelados da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed). “Essa é a primeira compra de rádio da história da Seap e vai melhorar o controle e a segurança das unidades prisionais e das operações policiais”, disse.

Pedro Florêncio adiantou ainda que como parte do projeto de modernização da pasta, nos próximos dias, será realizada a licitação do sistema de videomonitoramento de todos os presídios do Estado, num investimento da ordem de R$ 10,4 milhões. “Esse é um projeto que colocará a Seap como referência em todo País”, disse.

Tags: rádios comunicadores Seap
A+ A-