Presídios no interior do RN também registram rebeliões

Penitenciária Agrícola Mário Negócio, em Mossoró, e a Penitenciária de Caicó, Desembargador Francisco Pereira aderiram à onda de motins.

Da redação,
Detentos se rebelam em presídios do interior; eles queimaram colchões e destruíram celas

A Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio em Mossoró também registrou uma rebelião, na tarde de hoje (17).

A Polícia Militar foi acionada e de acordo com o coordenador de administração penitenciária da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc), Leonardo Freire, a situação no presídio já foi controlada. "Em Mossoró, a situação já foi controlada", disse por telefone.

GRADES-H

Como nos outros presídios, os presos queimaram colchões, quebraram celas e circularam pelos corredores do local. Fumaça saindo do presídio era vista pela região. No entanto, o coordenador informou que a situação não foi tão grave quanto na capital. "Não foram registrados grandes danos. Algumas celas foram quebradas, mas a situação já foi controlada", relatou Leonardo.

CAICO-H

Ainda pela manhã de hoje, detentos da Penitenciária Estadual do Seridó Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o "Pereirão", em Caicó, iniciaram o motim quebrando celas da unidade. O presídio tem capacidade para alojar 367 detentos, mas atualmente comporta cerca de 600 presidiários. A direção do presídio já pediu reforço da PM e a situação permanece indefinida.

Tags: Segurança
A+ A-