“Nós vamos mostrar que o poder público é mais forte que o crime organizado”, afirma Kalina Leite

Sistema carcerário do estado já perdeu mais de mil vagas devido aos motins e rebeliões dos presos.

Rafael Araújo,
Fladson Soares/Nominuto
Kalina Leite comentou ainda sobre a crise prisional que o estado está vivendo.

A Secretária de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), Kalina Leite, disse na manhã de hoje (18) que o estado vai mostrar aos bandidos a sua força. “Nós vamos mostrar que o poder público é mais forte que o crime organizado. Iremos fazer isso até mesmo para tranquilizar a população”, comentou a chefe da pasta.

Kalina Leite comentou ainda sobre a crise prisional que o estado está vivendo. “Essa crise já estava anunciada há muito tempo, não é nossa culpa, estamos no governo há pouco mais de dois meses. Nós tomamos todas as providências, e acionamos o governo federal, que atendeu a nossa solicitação. Agora esperamos a compreensão e a confiança do povo potiguar”, afirmou a secretária.

Situação Carcerária

O sistema carcerário do Rio Grande do Norte entrou em colapso no final da semana passada e continua com problemas sérios, que assustam a população. Os motins realizados pelos presos em diversas unidades prisionais, já causaram grandes estragos ao sistema.

Segundo a Sesed, com as rebeliões e motins, o sistema carcerário do estado já perdeu mais de mil vagas. “Com essa crise, nós já perdemos mais de mil vagas em um sistema carcerário que já é bastante deficitário”, concluiu Kalina Leite.

Construções de presídios:

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a pasta já conta com recurso garantido para construção de algumas unidades prisionais, no entanto, isso só será analisado após o fim da atual crise carcerária.

Tags: Segurança Pública
A+ A-