Homicídios no RN sobem 40,2% durante pandemia do novo coronavírus

Observatório da Violência compara o número atual com o período anterior ao isolamento social.

Rafael Araújo,
Marcelino Neto/O Câmera
Mesmo com restrição comercial e isolamento social por causa da covid-19, números de homicídios subiram no Estado.

O Rio Grande do Norte teve um acréscimo de 40,2% de homicídios dolosos (quando há intenção de matar) durante o período de isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus (covid-19) no Estado, é o que aponta os dados do Observatório da Violência (Obvio).

Segundo o levantamento feito pelo Obvio, nos 68 dias que antecederam a crise da covid-19 no RN, ocorreram 174 mortes provocadas por homicídios dolosos, enquanto nos 68 dias durante a pandemia observados pelo instituto, foram registradas 244 mortes desta natureza.

Segundo Ivênio Hermes, coordenador de pesquisa do Instituto Obvio e também de análises criminais da Secretaria de Segurança Pública (Sesed), o período de 68 dias retratado no estudo conta a partir do dia 13 de março, quando foi publicado o primeiro decreto governamental promovendo restrições comerciais e isolamento social no Estado para enfrentamento à pandemia.

Consequentemente, o período antes da pandemia é contado 68 dias antes deste primeiro decreto de 13 de março. Em uma comparação anual de 2020 em relação a 2019 no período de 12 de março a 18 de maio, também foi constado um aumento no número de homicídios dolosos: foram 208 no ano passado, contra 244 registrados neste ano.

Os dados apresentados pelo Obvio retratam todo tipo de morte violenta, como acidentes de trânsito, feminicídios, entre outros.

Confira todos os dados do Obvio

tabela-h1

Tags: Segurança
A+ A-