Governos podem acordar atuação do Exército

Secretária de Segurança disse desconhecer a possibilidade, mas afirmou que se necessário, será uma determinação conjunta.

Rafael Araújo,
Fladson Soares/Nominuto
Chefe da pasta de segurança respondeu perguntas sobre as transferências de homens para o estado.
O Exército Brasileiro poderá atuar no estado, caso seja necessário, porém a secretária Nacional de Segurança Pública, disse na manhã de hoje (18) desconhecer essa possibilidade. “Não estou sabendo disso. Mas, se for necessário, isso deverá ser discutido entre o governador do estado e a presidente da república”, comentou Regina Miki.

O governador do estado, Robinson Faria (PSD) levantou a possibilidade da chegada de tropas do Exército Nacional ainda no dia de ontem (17), porém, a secretária, disse que até o momento o reforço não é necessário.

Em relação às tropas da Força Nacional, que já chegaram ao estado, a chefe da pasta de segurança respondeu perguntas sobre as transferências de homens do estado de Alagoas para o Rio Grande do Norte. “A Força Nacional não se fixa em nenhum estado, ela preza pela mobilidade. Eu sou obrigada a movimentar as tropas do local onde tenho a possibilidade de chegada mais rápida. Se você observar, nós trouxemos homens de vários estados”, disse Regina Miki. 

Tags: Segurança Pública
A+ A-