Delegados de polícia participam de movimentação nacional contra riscos na pandemia

Profissionais também reclamam de perdas que vêm se acumulando desde a Reforma da Previdência.

Da redação,
Divulgação/Adepol
Delegados empunharam cartazes e faixas com palavras de ordem e frases de protesto, em frente às delegacias.

Nesta segunda-feira (22) os delegados de Polícia do Rio Grande do Norte irão participar de um movimento que acontece em todo o país, por mais proteção contra o coronavírus no ambiente de trabalho e de contestação às últimas mudanças na lei, consideradas prejudiciais à categoria, em forma de retirada de antigos direitos conquistados.

No Estado, a manifestação contará com a participação da Associação dos Delegados de Polícia Civil do RN (Adepol) e outras entidades. "O objetivo é chamar a atenção de toda a sociedade para a forma injusta com que o governo federal vem tratando os policiais do nosso país", explica a delegada Taís Aires, presidente da Adepol.

Ela se refere por exemplo a perdas que vêm se acumulando desde a Reforma da Previdência, a PEC 186, que congela os salários dos policiais,  e a Reforma Administrativa, que prevê  a perda da estabilidade do serviço público.

Na mesma ocasião os delegados irão pedir mais proteção no ambiente de trabalho no que diz respeito à pandemia da covid-19. "Temos delegacias em que a situação está crítica. Policiais de uma mesma equipe adoecendo, perdendo familiares. Exigimos zelo por parte do poder público", enfatiza a presidente.

A manifestação terá a duração de uma hora, das 15h às 16h, quando os delegados de Polícia irão para a frente das delegacias com as camisas da instituição e empunhando cartazes e faixas com palavras de ordem e as frases do protesto, como #PoliciaisSão Essenciais.

O movimento é organizado pela União dos Policiais do Brasil e deve contar com a adesão de outras vinte instituições de classe, entre elas o Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis) e Assesp (Associação dos Escrivães de Polícia do RN), aqui do Rio Grande do Norte.

Tags: delegados de polícia movimentação nacional riscos na pandemia
A+ A-