Associação protocola ofícios pela inclusão dos militares estaduais na prioridade de vacinação

Profissionais de segurança pública trabalham com altos riscos de contágio ao fazer cumprir os decretos de distanciamento do Governo do RN.

Da redação, ASSPMBM,

SELO-CORONA-100vacina-pA Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte (ASSPMBM) protocolou um ofício junto aos deputados federais e senadores do RN para defender a inclusão dos militares estaduais nas fases prioritárias de vacinação contra a covid-19. 

O documento frisa que os profissionais de segurança pública também atuam diretamente na linha de frente da pandemia, ao se deslocar até os pontos onde ocorrem aglomerações para fazer cumprir os decretos governamentais de distanciamento.

“É inadmissível que o poder público não coloque nossa categoria como prioridade para a vacinação. Estamos nas ruas diariamente, com jornada dupla, combatendo a criminalidade e nos desdobrando para fazer valer os decretos do Estado, o que potencializa ainda mais o risco de contágio”, salienta a presidente em exercício da ASSPMBM, subtenente Márcia Carvalho.

Também foram protocolados ofícios junto ao Chefe da Casa Civil, ao secretário de Segurança e aos comandantes gerais da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares. Na noite desta quarta-feira (18), os comandos da PM e BM deram entrada com um pedido para priorizar a vacinação dos militares estaduais junto ao secretário de Saúde Pública do Estado. 

A ASSPMBM acompanha a tramitação dessas demandas, cobrando sua execução urgente, sempre na luta pelos direitos dos policiais e bombeiros militares.

Tags: ASSPMBM covid-19 pedido de inclusão policiais militares prioridade vacinação
A+ A-