UPA Esperança faz 90 mil atendimentos no seu primeiro ano de funcionamento

A Unidade conta com laboratório de análises de exames internos, assim como sala de raios-X de urgência 24h.

Da redação,
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade da Esperança, zona oeste de Natal, completou um ano de funcionamento voltado para urgência em clínica médica, pediatria e odontologia. A Unidade também conta com laboratório de análises de exames internos, assim como sala de raios-X de urgência 24h.

Neste primeiro ano, mesmo tendo passado boa parte do tempo sem ofertar serviço de pediatria, a UPA Esperança realizou 90 mil atendimentos a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), contribuindo para desafogar o fluxo em outros serviços de pronto atendimento da capital.

“Com a chegada da UPA Cidade da Esperança, o atendimento voltado às urgências em Natal, como o Hospital dos Pescadores, a UPA de Pajuçara, Sandra Celeste e demais que fazem esse atendimento, sofreu uma divisão no fluxo dos serviços de pronto atendimento, que contribuiu para melhorias na saúde na Grande Natal”, ressalta a diretora da Unidade, Swami Bezerra.

“Por dia atendemos uma média de 300 pacientes, e assim alcançamos a marca de 90 mil atendimentos neste primeiro ano de funcionamento da UPA; hoje, com escala completa, podemos ultrapassar essa marca diária”, explica Swami.

A diretora explica que o foco da UPA, pela própria natureza, é a emergência. E para que o serviço tenha eficiência, é necessário seguir a classificação de risco que dá ordem de prioridades no atendimento. “Se não tivermos a classificação de risco, o atendimento fica conturbado e as urgências não serão tidas como prioridade”, disse.
Ao buscarem atendimento na UPA, os usuários são atendidos após serem diagnosticados pelo acolhimento com classificação de risco, que é um processo dinâmico e que busca a identificação dos sintomas dos pacientes, apontando a prioridade de acordo com o grau de sofrimento e gravidade.

A cor vermelha indica risco altíssimo, com necessidade de atendimento imediato (emergência). A cor amarela significa urgência, e demanda atendimento rápido. Já o verde indica casos de menor urgência, que podem aguardar atendimento. A cor azul identifica pacientes sem urgência, e que podem ser atendidos em Unidades Básicas de Saúde.

Para atender os pacientes identificados pelo acolhimento de risco, a UPA Esperança possui uma sala para a classificação de cor amarela com dez leitos, uma sala para a vermelha com cinco leitos e uma sala de pediatria, que conta com cinco leitos. Os usuários são predominantemente da zona oeste, mas são identificados também moradores de cidades da Região Metropolitana de Natal, como São Gonçalo do Amarante, Parnamirim e Extremoz.

A inauguração da UPA Esperança em janeiro de 2014 também possibilitou a instalação e funcionamento da primeira base descentralizada do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) Natal 192. Anexada ao prédio da UPA, base do Samu conta com duas ambulâncias e duas motos, que funcionam em parceria com o pronto-socorro, facilitando o transporte e agilizando o atendimento de urgência na região.


Tags: upa
A+ A-