SMS estabelece parâmetros de produção assistencial na atenção básica

Entre as normas, está a definição de porcentagem da carga horária que um profissional deve dedicar para atendimento de demanda livre.

Da redação, Prefeitura do Natal,

Buscando otimizar os serviços prestados para a população, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estabeleceu parâmetros de produção assistência na rede de atenção básica, tudo em conformidade com o que dispõe a Portaria do Ministério da Saúde nº 1.631, de 1º de outubro de 2015.

Publicados no Diário Oficial do Município dessa quarta-feira (30), pela portaria nº 446/2017-GS/SMS, datada de 29 de agosto, os parâmetros definem, por exemplo, a porcentagem da carga horária que um profissional deve dedicar para atendimento/consulta de demanda livre e para realização de grupos, atendimento em domicílio, visita interinstitucional, educação permanente e matriciamento.

Junto com o Prontuário Eletrônico Cidadão (PEC) e Guia de Acolhimento – que estão sendo implementados em toda a rede de atenção básica do município - os parâmetros assistenciais irão melhorar os serviços prestados para a população. “Esses instrumentos juntos subsidiam a organização do processo de trabalho nas unidades, além de auxiliar no planejamento das atividades voltadas para a população”, destacou Ana Paula Queiroz, diretora do Departamento de Atenção Básica (DAB) da SMS.

Essa organização promovida pela SMS também se torna importante para o registro de produção, essencial para conseguir recursos junto ao Ministério da Saúde.

Tags: Prefeitura do Natal Saúde
A+ A-