Sesap publica Normas Técnicas que definem fluxo de atendimento nos hospitais

A distribuição é feita de acordo com os leitos disponíveis e com a gravidade e urgência do atendimento.

Gerlane Lima,

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) publicou no dia 10 de julho as Notas Técnicas que normatizam o fluxo de atendimento aos pacientes clínicos e cirúrgicos que necessitem dos hospitais da rede estadual e dos pacientes de ortopedia da Região Metropolitana. Já em vigor, os processos propostos serão revisados de forma periódica no intuito de manter a eficácia e eficiência no atendimento ao usuário.

“Os documentos que foram produzidos pela Coordenadoria de Operações de Hospitais e Unidades de Referência (Cohur) da Sesap em conjunto com diretores de hospitais de referência do estado tem como objetivo principal dar uma maior visibilidade para o usuário sobre como se dará os fluxos entre hospitais regionais do Rio Grande do Norte, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU) e as unidades municipais de pronto-atendimento, no intuito de promover uma maior qualidade na assistência médico-hospitalar prestada a população”, explica Maria da Saudade de Azevedo, coordenadora do Complexo Estadual de Regulação.

O Complexo Estadual de Regulação é o setor da Sesap que tem como principal atribuição regular os leitos clínicos e cirúrgicos, evitando que os pacientes, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), fiquem aguardando por vagas para serem atendidos. A distribuição é feita de acordo com os leitos disponíveis e com a gravidade e urgência do atendimento.

A Norma Técnica para fluxo de atendimento a pacientes cirúrgicos visa facilitar a atenção aos usuários, em especial ao paciente com abdome agudo, traumas torácicos e abdominais ou lesões vasculares. Já a Norma para pacientes clínicos atende aos usuários: com Acidente Vascular Encefálico (AVE) e também aos pacientes nefrológicos, cardíacos, oncológicos, hematológicos, dentre outros. Os documentos têm por finalidade nortear os municípios e os hospitais regionais em como atender esses usuários dentro da Rede de Urgência e Emergência estadual.

Para os casos clínicos e cirúrgicos citados nas normas técnicas os hospitais gerais estaduais de referência da região metropolitana são o Pronto Socorro Clóvis Sarinho/Hospital Walfredo Gurgel (PSCS/HMWG), Hospital José Pedro Bezerra (HJPB), Hospital Regional Deoclécio Marques de Lucena (HRDML), em Parnamirim, e o Hospital Tarcísio Maia (HTM) em Mossoró. A regulação destes hospitais acontecerá via Central Metropolitana de Regulação juntamente com o Núcleo Interno de Regulação (NIR) de cada hospital.

A Norma que determina o perfil de atendimento dos hospitais estaduais para a ortopedia estabelece que o Pronto Socorro Clóvis Sarinho/Hospital Walfredo Gurgel (HWG) em Natal será a porta de entrada estadual da traumato-ortopedia e que poderá referenciar pacientes para o Hospital Deoclécio Marques de Lucena (HDML), em Parnamirim, caso necessário.

Para ver em detalhes sobre as normatizações em vigor, basta acessar o site da Sesap, no endereço www.saude.rn.gov.br.

Tags: saúde
A+ A-