Secretaria Municipal de Saúde elabora Plano de Contingência para o coronavirus

Medidas vão desde a investigação de rumores sobre a doença até a investigação de possíveis óbitos.

Da redação, Prefeitura do Natal,
Divulgação/Prefeitura do Natal
Secretaria Municipal de Saúde elaborou um plano de contingência ao coronavírus com três níveis estratégicos de enfrentamento.

SELO-CORONA-100A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) elaborou um plano com ações e atividades a serem adotadas pela rede de atenção, profissionais e população em geral, de acordo com o nível de resposta da cidade do Natal à situação epidemiológica de pandemia da Covid-19.

O Plano fortalece as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde (MS) e Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) com adaptações locais e tem como base ações que podem ser cabíveis aos setores de Vigilância em Saúde, Atenção à Saúde e Gestão com objetivo de minimizar os riscos de infecção, controle e combate do agravo. O documento está disponível no Portal da Prefeitura.

O Plano de Contingência define três níveis estratégicos de enfrentamento para a cidade do Natal, são eles: Nível de resposta I: Alerta, Nível de resposta II: Perigo Iminente e Nível de resposta III: Emergência de Saúde Pública que visam desenvolver entre os setores da saúde maneiras conjuntas para agir diante da evolução do coronavirus no município.

As medidas vão desde a investigação de rumores, formações educativas, elaboração de fluxos de atendimentos (Nível I); passa por medidas como monitoramento dos casos, execução de protocolos de isolamento, aquisição de insumos (Nível II); até chegar a investigação de possíveis óbitos e prover mecanismos para expansão dos serviços de saúde e ampliação do atendimento (Nível III).

Estão definidos diversos locais da rede de atendimento como unidades assistenciais para a Covid-19. As Unidades Básicas de Saúde (UBS) são referência para acompanhamento de casos leves, identificação precoce e encaminhamento rápido dos casos graves aos serviços de urgência para Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e hospitais.

Cada distrito sanitário da cidade do Natal dispõe de duas unidades básicas com funcionamento em horário estendido, das 7h às 19h ou das 8h às 20h. A população pode contar com a USF Panatis e USF Vale Dourado no Distrito Norte II, UBS São João e USF Brasília Teimosa no Distrito Leste, USF Felipe Camarão 2 e USF Bom Pastor no Distrito Oeste e USF Rosângela Lima e UBS Nova Descoberta no Distrito Sul. Em breve o Distrito Norte I passa a atender da mesma forma com a UBS Pajuçara e USF Nova Natal.

Na rede de urgência existem 52 leitos especializados, sendo 15 destes em sala vermelha com suporte para ventilação mecânica: UPA Satélite (3 leitos em sala vermelha e 8 leitos em sala amarela), UPA Esperança (5 leitos em sala vermelha e 10 leitos em sala amarela), UPA Potengi (3 leitos em sala vermelha e 8 leitos em sala amarela), UPA Pajuçara (3 leitos em sala vermelha e 8 leitos em sala amarela) e Hospital dos Pescadores (1 leito em sala vermelha e 3 leitos em sala amarela).

Os casos graves que podem necessitar de internação vão ser encaminhados ao Hospital Municipal de Natal, que está preparado para disponibilizar 30 leitos no segundo pavimento, quando houver saturação do leitos de retaguarda ofertados pela Sesap-RN. Quando houver suspeita em gestantes, as maternidades municipais vão seguir o fluxo do plano de contingência estadual, que orienta encaminhar aos Hospital Giselda Trigueiro e Hospital Santa Catarina.

Ainda de acordo com o plano, é considerado suspeito indivíduo viajante que apresenta febre e mais algum sintoma respiratório como tosse, coriza, dor na garganta ou dificuldade de respirar com retorno de viagem internacional ou área de transmissão comunitária definida pelo MS nos últimos 14 dias; e pessoa que teve contato próximo ou domiciliar a caso confirmado nos últimos 14 dias com sintoma de febre e mais algum agravo respiratório como tosse, coriza, dor na garganta ou dificuldade de respirar.

De acordo com a Portaria de Consolidação nº 04/2017 GM-MS, deve ser notificado ao Ministério, em até 24 horas, qualquer caso suspeito ou confirmado de Covid-19. A situação também é acompanhada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) para monitoramento local da situação epidemiológica.

Tags: Coronavírus Prefeitura do Natal
A+ A-