Secretaria de Saúde do RN anuncia retomada das cirurgias ortopédicas de urgência

Segundo a pasta, o núcleo de regulação da ortopedia iniciou um levantamento da situação dos pacientes mais prioritários e que serão encaminhados para os prestadores o mais rápido possível.

Da redação, Governo do RN,
Agência Brasil
Prestadores de serviço aceitaram a retomada emergencial a partir do pagamento feito pelo Governo do Estado e o acerto para quitação do passivo.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que está retomando as cirurgias ortopédicas de urgência, com prioridade para os idosos, em parceria com os prestadores privados e a Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas do Rio Grande do Norte (Coopanest). Segundo a pasta, o núcleo de regulação da Ortopedia da Sesap iniciou neste sábado (13) um levantamento da situação dos pacientes mais prioritários e que serão encaminhados para os prestadores o mais rápido possível. 

Ainda de acordo com a Sesap, ação, que visa desafogar a rede pública de saúde, em especial o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, é resultado da negociação conduzida pela Sesap junto à Coopanest e hospitais privados da capital contratualizados pelo município de Natal dentro do Termo de Cooperação Técnico Financeira (TCTF), que é de responsabilidade dos dois entes, estadual e municipal.

A Sesap disse ainda que os prestadores de serviço aceitaram a retomada emergencial a partir do pagamento feito pelo Governo do Estado e o acerto para quitação do passivo, mesmo sem sinalização da Prefeitura de Natal, que é a responsável pelo contrato junto aos médicos e hospitais privados, com relação aos seus débitos. O retorno do atendimento proporciona que sejam feitas cirurgias, com foco na parte de ortopedia.

Nessa quinta feira (11), o estado conseguiu após rodada de conversa com os prestadores e cooperativas, fazer o pagamento devido da sua cota-parte. Segundo a pasta, o estado e os prestadores esperam que o município de Natal quite sua parte o mais rápido possível, para que os serviços retornem à normalidade.

Tags: cirurgias RN saúde
A+ A-