SAMU amplia quadro de médicos reguladores

Os novos profissionais vêm sendo capacitados pelo Núcleo Permanente de Ensino com o objetivo de oferecer um atendimento de maior qualidade e resolutividade à população.

Gerlane Lima,
_Médicos

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu RN 192) conta com mais oito médicos em seu quadro profissional, contratados junto à Cooperativa Médica (Coopmed). Os novos profissionais vêm sendo capacitados pelo Núcleo Permanente de Ensino (NEP), desde a última segunda-feira (03), com o objetivo de oferecer um atendimento de maior qualidade e resolutividade à população.

Entre os treinamentos realizados estão o Suporte Avançado Cardiológico de Vida (ACLS) e o Suporte Básico de Vida (BLS), treinamento de regulação médica e dentro das ambulâncias do Samu, curso de vias aéreas difíceis, cricotiroidectomia e drenagem torácica. De acordo com o Coordenador Médico do Samu, Cláudio Macedo, a capacitação possibilitará aos profissionais não apenas um aprimoramento quanto aos seus conhecimentos técnicos, mas também uma melhor percepção acerca da realidade do Rio Grande do Norte (número de viaturas do Samu RN, cobertura geográfica, portas de entrada e hospitais de referência).

O coordenador explica que ao término do curso, os médicos com perfil adequado permanecerão no serviço, começando a atuar em março. “Trabalhamos com profissionais qualificados, num processo de educação continuada, a fim de buscar um atendimento de excelência para a população”, afirma.

Os novos médicos irão compor as escalas de plantão de Currais Novos, Assu e Região Metropolitana. Dessa forma, o Samu 192/RN irá dispor de um quadro completo na regulação, contando com 14 médicos em 24 horas de plantão somente na Região Metropolitana além de um médico em cada unidade descentralizada de Suporte Avançado nos municípios de Currais Novos, Assu e Pau dos Ferros.

Desde 2011, o SAMU RN passou de 42% para 77% de cobertura populacional. A meta da Sesap é que este serviço chegue a 85% dos potiguares até o fim de 2014. Ao todo, são 25 bases descentralizadas no Estado, abrangendo aproximadamente 60 municípios do Rio Grande do Norte.


A+ A-