Respiradores que deveriam ser entregues hoje não têm prazo para chegar

Secretaria Municipal de Saúde diz que pagamento dos equipamentos só será realizado após entrega.

Rafael Araújo,
Divulgação/Prefeitura do Natal
Secretaria de Saúde comunicou que empresa não deve entregar hoje os respiradores mecânicos que foram adquiridos pela Prefeitura do Natal.

SELO-CORONA-100Os respiradores mecânicos comprados pela Prefeitura do Natal junto à empresa Philips, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que estavam previstos para chegar nesta quinta-feira (4), ainda não foram recebidos e não devem chegar no dia de hoje. A informação foi repassada ao portal Nominuto.com pela assessoria de comunicação da pasta.

Ainda de acordo com a SMS, o pagamento dos equipamentos só será realizado após a entrega dos equipamentos. A negociação com a Philips aconteceu após o presidente da CDL, José Lucena, descobrir que um representante da Philips estava vendendo os equipamentos a preço de custo. Após isso, ele repassou à informação ao presidente da Câmara dos Vereadores, Paulinho Freire, que falou com o secretário municipal de saúde, George Soares.

A negociação foi revelada pelo presidente da Câmara Municipal de Natal, Paulinho Freire, na manhã de ontem em entrevista ao Jornal 96. Na ocasião, o vereador comemorou a aquisição dos produtos por um preço acessível.

“Eu mesmo consegui que a Prefeitura adquirisse 50 respiradores comprando diretamente à Philips. O José Lucena, que é do CDL, ligou para mim e disse que tinha um representante da Philips e que ele havia trazido para o Brasil 7 mil respiradores e que iria vender a preço de custo, porque era ajuda da empresa aqui para a pandemia. Eu corri e falei com o secretário George e ele comprou diretamente, sem atravessador, por menos de R$ 30 mil cada respirador desse”, disse Paulinho Freire.

O presidente da Câmara também deu detalhes sobre a negociação da Secretaria Municipal de Saúde com a empresa fornecedora do equipamento. “Eles começaram pedindo R$ 35 mil por cada respirador, mas o secretário negociou e o preço caiu para R$ 28 mil. Foi uma compra sensacional, inclusive quando o prefeito Álvaro Dias soube, reclamou e disse que deveria ter comprado mais respiradores”, pontuou o parlamentar.

Com o valor pago por cada respirador fixado em R$ 28 mil, como revelou o vereador Paulinho Freire, a compra dos 50 equipamentos sai a um custo de 1,4 milhão aos cofres do Município.

Tags: Saúde
A+ A-