Queiroga diz que Brasil tem 354 mi de doses de vacina contra covid-19 para 2022

Ainda conforme Queiroga, há a possibilidade de compra de outros imunizantes testados no Brasil, como a do laboratório Clover.

Da redação, Estadão Conteúdo ,
Agência Brasil
O ministro disse também que a Pfizer está fazendo novos estudos para tornar sua vacina mais eficaz contra variantes do vírus.

Em entrevista coletiva para anunciar o planejamento da campanha de imunização no próximo ano, o ministro detalhou o status das aquisições de vacinas. Segundo ele, há um contrato com a Pfizer para adquirir 100 milhões de doses, com perspectiva de compra de mais de 50 milhões. Também há contrato para adquirir 120 milhões da AstraZeneca no primeiro semestre, com possibilidade de mais 60 milhões no segundo semestre. Para fechar a conta, há um saldo de 134 milhões de doses que devem sobrar da campanha deste ano.

"Estamos mais fortes para em 2022 fazer campanha (de vacinação) mais consolidada", garantiu Queiroga.

Ainda conforme Queiroga, há a possibilidade de compra de outros imunizantes testados no Brasil, como a do laboratório Clover. O ministro disse também que a Pfizer está fazendo novos estudos para tornar sua vacina mais eficaz contra variantes do vírus. Durante a coletiva, ele previu ainda que 2022 "será o ano do fim da pandemia da covid-19" no País.

600 mil mortes

Queiroga ainda manifestou solidariedade pelas famílias que perderam parentes para a covid-19 no Brasil. Hoje, o País atingiu 600 mil mortes causadas pela doença.

"Muito importante registrar nossa solidariedade aos que perderam seus entes queridos para essa doença. Estamos trabalhando fortemente para que o sistema de saúde dê as respostas necessárias para a nossa população", disse Queiroga na entrevista coletiva.

Tags: Brasil covid vacina
A+ A-