Oxford/AstraZeneca: Brasil deve receber novas 10 milhões de doses da Índia em fevereiro

Primeiro lote com 2 milhões de doses da vacina chegou na última sexta-feira e foi distribuído aos Estados.

Da redação, CNN,
Elisa Elsie/Governo do Estado
Compra de doses prontas da vacina Oxford/AstraZeneca é negociada pela Fiocruz com o Instituto Serum, da Índia.

As novas 10 milhões de doses da vacina de Oxford e da AstraZeneca contra a Covid-19, que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) negocia com o Instituto Serum, da Índia, devem chegar ao país em fevereiro. A informação foi revelada em primeira mão pela CNN Brasil.

De acordo com o jornalista da emissora enviado à Índia, Mathias Brotero, a confirmação foi realizada por um dos diretores-executivo do Instituto Serum, Suresh Jadhav. “As negociações estão acontecendo e em um estágio avançado. E estou confiante que em um curto período de tempo nós vamos providenciar a quantidade que o Brasil precisar”, revelou.

O primeiro lote com 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca chegou ao Brasil na noite da última sexta-feira (22) e foi processado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que é parceira no desenvolvimento do imunizante. Devido a situação de calamidade vivida pelo Amazonas, já na quinta-feira (21), o Fórum dos Governadores concordou em ceder ao estado 5% do total das doses, além da cota proporcional.

Do total de 2 milhões de doses, o Rio Grande do Norte recebeu 31.500 unidades do imunizante produzido pela Oxford/AstraZeneca. A governadora Fátima Bezerra acompanhou a chegada da carga ao Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, no domingo (24). O lote inteiro será aplicado em mais de 30 mil profissionais da saúde do Rio Grande do Norte, dando sequência ao plano de vacinação coordenado pela gestão estadual.

Tags: Oxford/Astrazeneca Vacina contra covid-19
A+ A-