Obras do Hospital da Mulher, em Mossoró, estão com 30% de execução

Equipe do Banco Mundial esteve nesta quarta-feira visitando o canteiro de obras.

Da redação, Governo do Estado,
Assecom/RN
Ao lado do secretário de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro, especialistas puderam discutir adequações necessárias ao complexo hospitalar.

Com 30% das obras concluídas, o Hospital da Mulher vai mudar a realidade da saúde pública de toda a região Oeste. Para avaliar o andamento da construção, a equipe do Banco Mundial esteve nesta quarta-feira (25) visitando o canteiro de obras. Ao lado do secretário de Gestão de Projetos e Metas, Fernando Mineiro, os especialistas puderam discutir as adequações necessárias ao complexo hospitalar para garantir sua sustentabilidade.

Trata-se da maior obra realizada com recursos do acordo de empréstimo por meio do projeto Governo Cidadão, totalizando R$ 104 milhões em investimentos na construção dos quatro blocos e compra dos equipamentos. “Fizemos questão de trazer a equipe do Banco pela magnitude que esta obra possui, e também para debater junto aos atores envolvidos as adequações que teremos que fazer nos próximos meses para atender às exigências da instituição financeira”, pontuou Mineiro.

A ordem de serviço do Hospital da Mulher foi assinada em 29 de dezembro de 2017, mas no decorrer da obra foram verificados problemas técnicos nos projetos de engenharia, que estão sendo corrigidos pela atual gestão. Durante a visita, o especialista sênior em Saúde do Banco Mundial, Ezaú Pontes, apontou algumas adaptações que terão que ser feitas até o final da construção, prevista para 2020.

Além da coordenadora da missão, Fátima Amazonas, e de Ezaú Pontes, integraram a visita o especialista em licitações, Luciano Wuerzius, a analista de projetos Daniella Arruda, o secretário de Infraestrutura Gustavo Rosado, a gerente executiva do Governo Cidadão Ana Guedes, setores Jurídico e de Engenharia do projeto, e equipe da CG Construções.

Saiba mais

O Hospital da Mulher terá 118 leitos e será unidade de referência no atendimento às mulheres de 62 municípios dos territórios de Assu-Mossoró, Sertão do Apodi e Alto Oeste. A estimativa é de 20 mil atendimentos por ano. O complexo inclui assistência ambulatorial, pronto-socorro, leitos de UTI, centro obstétrico com salas de parto humanizado, banco de leite humano e serviços de suporte para mulheres vítimas de violência. A unidade funcionará ainda como hospital de estágio, em parceria com a UERN (Universidade Estadual do RN).

Tags: Governo do Estado Hospital da Mulher Mossoró obras
A+ A-