Mais de 170 países aderiram ao programa de vacinas contra covid-19

Declaração foi feita hoje pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreysus.

Da redação, Agência Brasil,
Reuters
Adhanom disse que ais de 170 países aderiram à Covax, ganhando acesso garantido ao maior portfólio mundial de vacinas candidatas.

SELO-CORONA-100Em um vídeo pré-gravado para um webinar sobre o Covax - programa de aceleração e alocação global de recursos contra o novo coronavírus co-liderada pela OMS que visa impulsionar o desenvolvimento de vacinas para combater a pandemia de covid-19 e ajudar na produção e distribuição dos medicamentos mais eficazes assim que disponíveis -, Tedros Adhanom Ghebreysus, diretor geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), informou hoje (17) que mais de 170 países aderiram à iniciativa. “Mais de 170 países aderiram à Covax, ganhando acesso garantido ao maior portfólio mundial de vacinas candidatas”, informou.

O Covax tem como objetivo tornar amplo e fácil o acesso à eventuais vacinas para o novo coronavírus, para evitar que guerras por patentes e uma disputa econômica acirrada prejudiquem a chegada do medicamento a países mais pobres.

Mais cedo, durante a conferência de imprensa diária da OMS, Tedros citou o juramento de Hipócrates - compromisso ético que sacramenta o ofício da medicina - para falar sobre a busca de uma cura para a covid-19 que, segundo o diretor, deve ser amplamente testada e reconhecidamente eficaz.

"Por milhares de anos, a medicina operou [baseada] em um princípio simples: 'primum non nocere' - antes de tudo, não cause danos. Este princípio é tão verdadeiro hoje quanto no tempo de Hipócrates. Ninguém deve ser prejudicado ao procurar ajuda."

Tags: adesão de países Covax covid-19 novo coronavírus OMS Tedros Adhanom Ghebreysus vacinas
A+ A-