Hospital de campanha montado pela Prefeitura passa por dedetização e vistoria técnica

Local vai ser destinado para internação e tratamento de pacientes com coronavírus.

Da redação, Prefeitura do Natal,
Ascom/Prefeitura do Natal
Local onde funcionará o Hospital de Campanha da Prefeitura está passando por serviço de dedetização.

SELO-CORONA-100A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) mantém o ritmo acelerado para instalação dos 100 leitos do Hospital de Campanha no antigo Hotel Parque da Costeira. O local vai ser destinado para internação e tratamento de pacientes com quadro suspeito ou confirmado para Covid-19 encaminhados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do município. O início do atendimento está previsto para a primeira quinzena de abril, com funcionamento inicial de leitos clínicos.

"A Prefeitura de Natal segue supervisionando os serviços e vamos incrementar a dinâmica de recuperação para ter tudo isso pronto o mais rápido possível. Nossa previsão é que na primeira quinzena de abril o Hospital de Campanha esteja funcionando", disse o prefeito de Natal, Álvaro Dias, em visita ao local ontem.

O hospital de campanha foi viabilizado por cooperação da Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte que disponibilizou o prédio onde funcionava o Hotel Parque da Costeira, localizado na Via Costeira, em Natal, para ser transformado em uma unidade hospitalar para pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus.

"A Semsur concluiu a limpeza da área externa. Agora, estamos concluindo a dedetização de roedores e baratas. Uma equipe de engenheiros da Prefeitura de Natal fez a vistoria elétrica e hidráulica, e solicitamos que a Cosern ligue a energia. Assim que for ligada, instalaremos um escritório no local para receber as doações e otimizar ainda mais os trabalhos do Comitê Gestor", esclarece George Antunes, secretário de Saúde de Natal. 

O hospital de campanha vai receber doações de macas não utilizadas pelos hospitais Varela Santiago e Memorial, além de adquirir outros materiais necessários para seu funcionamento. Outro ponto que Antunes destaca é que as mobílias que podem ser removidas já foram retiradas e uma equipe de limpeza está fixa no local. Em paralelo às obras, uma equipe técnica da SMS vem analisando o quantitativo necessário de profissionais médicos, enfermeiros, técnicos e toda a rede assistencial para o hospital.

Tags: dedetização Hospital de Campanha Prefeitura do Natal vistoria técnica
A+ A-