Governo do Estado implanta a partir de outubro as progressões salariais da Saúde

Medida, que beneficiará cerca de 13 mil servidores, foi anunciada durante a reunião realizada nesta quarta-feira, na Governadoria.

Da redação,
Sandro Menezes/Assecom-RN
Reunião contou com a presença de 12 servidores, entre membros da diretoria do Sindsaúde e representantes da base.

O Governo do RN garante a implantação – a partir deste mês de outubro - das progressões salariais, referentes ao Plano de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS correspondentes aos anos de 2017, 2018 e 2019, para os trabalhadores da Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Norte. A medida, que beneficiará cerca de 13 mil servidores, foi anunciada durante a reunião realizada nesta quarta-feira (30), no Auditório da Governadoria, com a governadora Fátima Bezerra, o secretário de Estado da Saúde Pública Cipriano Maia, o chefe da Casa Civil Raimundo Alves e representantes da categoria. 

Solicitada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sindsaúde), a reunião contou com a presença de 12 servidores, entre membros da diretoria e representantes da base. O pagamento das progressões salariais, objeto de avaliação de desempenho dos trabalhadores, representará impacto de aproximadamente R$ 1,4 milhão na folha de pagamento. Essa medida se soma ao anúncio, também feito nesta quarta-feira, do adiantamento de 40% do 13º salário e o planejamento de iniciar o pagamento das folhas atrasadas de dezembro e 13º de 2018 a partir de janeiro, remanescente da gestão anterior ao governo da professora Fátima Bezerra.

“Buscamos atender aos anseios da categoria por entendermos as especificidades das funções de vocês. Tenham a certeza de que o Governo fez o possível para tratar com dignidade e o máximo de zelo todas as situações que envolvem tanto a população, quanto os trabalhadores durante a pandemia”, disse Fátima. Ele reiterou que, devido ao empenho de ambas as partes, há algumas semanas o Rio Grande do Norte está com a situação da Covid-19 em estabilidade. “Nada disso teria sido possível sem o trabalho e o empenho dos trabalhadores da saúde. Por isso, todo o nosso reconhecimento à pauta aqui apresentada”, completou. 

O secretário Cipriano Maia destacou que a decisão anunciada pela governadora, da implantação das progressões do plano de carreira de todos os servidores da saúde, é mais uma prova do compromisso do governo com a saúde pública e com os trabalhadores da saúde. “Neste momento tão relevante de enfrentamento da pandemia, todos mostraram sua dedicação, sua responsabilidade e seu compromisso”, elogiou. 

O pagamento das progressões salariais, reforça o gestor, é mais uma das medidas de apoio à categoria concedidas durante esse período de enfrentamento ao coronavírus, como a concessão da insalubridade máxima para todos os trabalhadores que estavam na linha de frente, o aumento do valor da produtividade e o acolhimento que foi feito aos trabalhadores no hotel Barreira Roxa. 

O coordenador do Sinsaúde, Breno Abbott, considerou que o resultado da reunião representou um avanço para a categoria. “Hoje foi um dia importante porque foi restabelecido o diálogo com o governo. As negociações nos comitês também serão reiniciadas”, comemorou o sindicalista. 

A governadora informou que em dezembro o diálogo para negociação, sobre os pagamentos atrasados, será retomado junto aos sindicatos. Também participaram da reunião o procurador geral do Estado, Luís Antônio Marinho, o procurador adjunto José Duarte Santana, e o subsecretário de Recursos Humanos José Ediran Teixeira.

Tags: Governo do Estado implantação progressões salariais servidores da Saúde Sindsaúde
A+ A-