Fátima afirma que momento exige ‘união, solidariedade e firmeza’

Governadora diz que é preciso conter avanço da covid-19, diante da lotação de leitos na Grande Natal.

Da redação,
Elisa Elsie/Arquivo/Governo do Estado
Governadora Fátima Bezerra disse que os leitos covid-19 na Grande Natal estão praticamente lotados.

A governadora Fátima Bezerra (PT) utilizou as redes sociais para enviar uma mensagem à população solicitando que a população obedeça às recomendações para evitar a propagação do novo coronavírus. O texto foi publicado na noite desse domingo (21).

A gestora disse que está em “diálogo permanente” com prefeituras, Ministério Público, entre outras entidades, para alinhar as iniciativas de contenção da pandemia.


Segundo dados do Regula RN - sistema usado no Rio Grande do Norte para regular as internações no Estado - a taxa de ocupação dos leitos críticos para covid-19 em todo o RN é de 89,9%. Já a região metropolitana de Natal tem uma fila de espera por leitos maior que o número de vagas disponíveis. “Não é para menos, pessoal. Os leitos na Grande Natal estão praticamente lotados. O interior está segurando a onda, mas precisamos conter esse avanço de forma rápida. O decreto com as recomendações de contenção da pandemia do @GovernodoRN devem ser seguidos pelas Prefeituras”, publicou Fátima.

PacientesListaRegulacaoCovidRegiaoMetropolitana

“O quadro é grave e essa é uma medida urgente e imperativa. Ao mesmo tempo, estamos na luta por mais vacinas. Há perspectiva de chegar mais um lote nesta quinta-feira, mas ainda é muito insuficiente”, explicou a governadora.

O secretário de Gestão de Projetos e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, também se manifestou nas redes sociais para endossar o apelo da chefe do Executivo estadual e publicou um vídeo cobrando das “lideranças políticas, econômicas, sindicais, religiosas, sociais a se unirem” para enfrentar a covid-19. “Deixar de lado as disputas menores, politiqueiras, e entender que o momento exige uma forte união”, disse.

Tags: covid-19 Ministério da Saúde Pandemia Saúde
A+ A-