Cerca de 15% dos pacientes que chegam ao Clovis Sarinho não possuem cartão SUS

O instrumento tem como objetivo vincular os procedimentos executados no âmbito do SUS ao usuário, ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados.

Gerlane Lima,

Um levantamento feito pelo Setor de Serviço Social do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), mostrou que cerca de 15% dos pacientes que dão entrada no Pronto Socorro Clóvis Sarinho (PSCS) ainda chegam sem portar o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). O instrumento instituído pelo Ministério da Saúde (MS) em 1998 tem como objetivo vincular os procedimentos executados no âmbito do SUS ao usuário, ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados. 

“Alguns pacientes não sabem que é possível fazer o cartão do SUS, gratuitamente, em qualquer unidade de saúde municipal”, explica a chefe do serviço social do HMWG, Sandra Andrade Moura. Ainda segundo o estudo, a maioria dos usuários que não possuem o cartão é do interior e desconhecem totalmente a sua importância.

A coordenadora do Cartão SUS no RN, Bethânia Lopes de Lima, informa que 70% dos potiguares já possuem o cartão. Porém, muitos ainda não sabem que o tem. Segundo ela, quando o paciente realiza algum procedimento em uma unidade particular de saúde, conveniada ao SUS, o cartão é feito mas, as vezes, o usuário não é informado. Contudo, é possível saber se o cartão já foi solicitado através da consulta em qualquer posto de saúde ou da secretaria municipal de saúde do município de origem do usuário.

É muito fácil solicitar o cartão do SUS. Para os usuários da internet, no Portal do Cidadão (https://portaldocidadao.saude.gov.br/portalcidadao/areaCadastro.htm), é possível fazer um pré cadastro e, ao fim, obter o número de uma senha. De posse do código, basta ir a qualquer posto de saúde, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou hospital municipal, apresentar a numeração e solicitar a validação. Não há custos a serem pagos. O Cartão SUS é expedido na hora, não tem data de validade e pode ser usado em todo o país.

Para os usuários que não possuem acesso a internet, basta comparecer a qualquer unidade de saúde portando, Registro Geral (RG), Comprovante de Pessoa Física (CPF), comprovante de residência e um número de telefone para contato. Caso o cidadão não possua o RG, a certidão de nascimento pode ser usada.

Não há idade limite de idade para possuir o cartão SUS. Mesmo os recém nascidos precisam tê-lo. Para os bebês, os pais devem de posse da certidão de nascimento fazer a solicitação também em postos de saúde municipais ou UPAs.  


A+ A-