Centro Reprodutivo Leide Morais volta a funcionar

Unidade vai abrigar os serviços da Unidade Básica de Saúde do Alecrim e o ambulatório de ginecologia e de dermatologia.

Da redação, Secom,
Secretaria Municipal de Saúde

O Centro Reprodutivo Doutora Leide Morais, iniciou o seu funcionamento abrigando os serviços da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Alecrim e o ambulatório de ginecologia e de dermatologia, que agora estão atendendo com cinco ginecologistas e dois dermatologistas. O Centro era da esfera estadual e passou por processo de municipalização em julho de 2014, sendo agora gerido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Natal.

Até o final de fevereiro próximo, o Centro Reprodutivo irá receber também o Serviço de Assistência Especializada em HIV/AIDS (SAE), o Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), o Ambulatório Especializado em Pediatria e o Serviço de Ultrassonografia (mama, partes moles e região abdominal).

Ainda este semestre, a unidade municipalizada contará com serviço de esterilização para atender as unidades do Distrito Sanitário Leste e, também, realizará pequenas cirurgias voltadas para as doenças sexualmente transmissíveis. O serviço de esterilização ganhará três novas autoclaves, sendo uma de esterilização a frio (a primeira da rede municipal de saúde).

"A SMS recebeu o Centro de Reprodução Dr. Leide Morais sem condições mínimas de funcionamento, com mofo, infiltrações, equipamentos danificados e sucateados, com redução de profissionais, prejudicando sobremaneira o funcionamento da unidade”, destacou o diretor do Departamento Atenção Especializada – DAE, Graco Dornelles.

O prédio da unidade passou por obras de manutenção, como revisão do telhado; pintura interna dos ambientes; revisão hidráulica e elétrica; e renovação de 90% do mobiliário clínico e hospitalar (macas, cadeiras ginecológicas, dentre outras).
Centro Reprodutivo Dr. Leide Morais volta a funcionar juntamente com a UBS Alecrim

O Centro Reprodutivo Dr. Leide Morais, iniciou o seu funcionamento abrigando os serviços da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Alecrim e o ambulatório de ginecologia e de dermatologia, que agora estão atendendo com cinco ginecologistas e dois dermatologistas. O Centro era da esfera estadual e passou por processo de municipalização em julho de 2014, sendo agora gerido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Natal.

Até o final de fevereiro próximo, o Centro Reprodutivo irá receber também o Serviço de Assistência Especializada em HIV/AIDS (SAE), o Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), o Ambulatório Especializado em Pediatria e o Serviço de Ultrassonografia (mama, partes moles e região abdominal).

Ainda este semestre, a unidade municipalizada contará com serviço de esterilização para atender as unidades do Distrito Sanitário Leste e, também, realizará pequenas cirurgias voltadas para as doenças sexualmente transmissíveis. O serviço de esterilização ganhará três novas autoclaves, sendo uma de esterilização a frio (a primeira da rede municipal de saúde).

"A SMS recebeu o Centro de Reprodução Dr. Leide Morais sem condições mínimas de funcionamento, com mofo, infiltrações, equipamentos danificados e sucateados, com redução de profissionais, prejudicando sobremaneira o funcionamento da unidade”, destacou o diretor do Departamento Atenção Especializada – DAE, Graco Dornelles.

O prédio da unidade passou por obras de manutenção, como revisão do telhado; pintura interna dos ambientes; revisão hidráulica e elétrica; e renovação de 90% do mobiliário clínico e hospitalar (macas, cadeiras ginecológicas, dentre outras).

Tags: Leide Morais Saúde
A+ A-