Centro de Assistência Toxicológica registrou 118 atendimentos em 2014

Apesar do aumento de ocorrências de intoxicação por medicamentos e materiais de limpeza, a maior parte dos envenenamentos são causados por animais peçonhentos.

Da redação, Sesap,

No período de janeiro a julho deste ano o Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) registrou 118 atendimentos de pessoas vítimas de intoxicações.

De acordo com o relatório divulgado nesta terça-feira (12), os principais acidentes foram provocados por animais peçonhentos, 35 casos - sendo o maior registro com escorpiões (21), seguido das aranhas (8) e serpentes (4).

Além dos peçonhentos, houve aumento do registro de intoxicação por medicamentos (17), por domissanitários (16) - que são as substâncias ou preparações destinadas à higienização, desinfecção ou desinfestação domiciliar como desinfetantes, polidores de sapatos, removedores, sabões, amaciantes - e também com produtos químicos (12).

Houve registros ainda de intoxicações provocadas por agrotóxicos de uso agrícola (7) e domésticos (7), veneno para ratos (7), animais não peçonhentos (4), alimentos (3), plantas (3), produtos de higiene pessoal (2), drogas (1) e produtos veterinários (1) e outros (3).

O Ceatox serve de referência estadual na área de toxicologia clínica. Ele funciona na sede da Sesap, no segundo andar do prédio, em Natal. O centro mantém um serviço de plantão 24h, prestando informações específicas em caráter de urgência aos profissionais de saúde em geral e também realiza trabalho educativo e preventivo junto a população, diretamente ou através do telefone (84) 3232-7969.

Tags: Saúde
A+ A-