Brasil registra 2.484 mortes em 24h e se aproxima de 480 mil vidas perdidas

Já o número de novas infecções notificadas foi de 86.854, totalizando 17.125.357 diagnósticos de coronavírus.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Reuters
Média de óbitos no Brasil é semelhante à registrada em março, quando o País iniciou a fase mais aguda da crise.

SELO-CORONA-100O Brasil registrou 2.484 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa desta quarta-feira (9). Com média de novos casos e óbitos em tendência de queda, mas ainda em patamar considerado elevado por especialistas, o País chegou a 479.791 perdas desde o início da crise sanitária.

A média semanal de vítimas, cálculo que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 1.727, ou 2% menor quando comparado a 14 dias atrás. Já a média móvel de casos está em 58.239, o que representa recuo de 8% em relação há duas semanas.

Apesar da tendência observada nos dados, cientistas e médicos alertam que o momento da pandemia ainda é grave, com curvas muito altas de novos casos e mortes diárias, além de haver regiões do País com hospitais lotados. Para comparar, a média de óbitos é semelhante à registrada em março, quando o Brasil iniciou a fase mais aguda da crise.

O número de novas infecções notificadas foi de 86.854 no últimos dia, de acordo com o balanço. Ao todo, o Brasil já computa 17.125.357 diagnósticos de coronavírus.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa, em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h. Segundo os números do Ministério da Saúde, 15.596.816 pessoas recuperadas da doença e outras 1.046.546 em acompanhamento.

O Estado de São Paulo continua notificando um número alto de mortes pelo coronavírus: foram 651 nas últimas 24 horas. Nesta quarta, o governo João Doria (PSDB) renovou as medidas de restrição até o dia 30 de junho. Bahia, Ceará, Minas, Rio de Janeiro, Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul também superaram a marca de 100 óbitos no dia.

Tags: Brasil covid-19 média de mortes novo coronavírus pandemia
A+ A-