Brasil chega a 5.201.570 pessoas contaminadas e 153.229 óbitos por covid-19

País registra média diária de 505 mortes pela doença; total passa de 153 mil.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Divulgação
Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 30.574 novos casos de infecção pelo coronavíruse 716 novos óbitos.

SELO-CORONA-100A média diária de mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil ficou em 505 nesta sexta-feira (16). A média móvel registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana.

Nas últimas 24 horas, o País registrou 30.574 novos casos e 716 novos óbitos. No total são 5.201.570 brasileiros infectados e 153.229 mortos pela covid-19 desde o início da pandemia, segundo dados do consórcio dos veículos de imprensa, feito em conjunto com as secretarias estaduais de Saúde.

O balanço do Ministério da Saúde desta sexta aponta para 4.619.560 pessoas recuperadas da doença e outras 427.526 que seguem em acompanhamento.

O Estado de São Paulo, que conta com os maiores números absolutos do País, contabilizou mais 5.627 novos casos e 180 mortes nas últimas 24 horas. Ao todo, o Estado tem 1.057.240 infecções diagnosticadas e 37.870 óbitos. Conforme boletim da Secretaria Estadual de Saúde, são 935.272 pessoas recuperadas. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 41% na Grande São Paulo e 41,6% no Estado.

Em número de contaminados, o Brasil continua como o terceiro país mais afetado pela pandemia, de acordo com contagem da Universidade Johns Hopkins (EUA). Está atrás de Estados Unidos e Índia, que ocupam a primeira e segunda posição, respectivamente. No entanto, em relação ao total de óbitos, o País se mantém em segundo lugar. 

Segundo o Ministério da Saúde, 30.914 novos casos de infecção pela covid-19 e 754 novos óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, o que elevou o total para 5.200.300 pessoas infectadas e 153.214 que faleceram por conta da doença. Os números diferem dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

Tags: covid-19 dados no Brasil novo coronavírus pandemia
A+ A-