Baixa adesão faz com que o RN não atinja meta da Campanha contra Influenza

Dos 166.646 mil do público esperado, Natal só conseguiu vacinar 58,36%, ou seja, pouco mais de 97 mil pessoas tomaram a vacina.

Da redação,
Arquivo FD/Saúde

A baixa adesão do público prioritário, residente no município de Natal, à Campanha contra influenza, fez com que o Rio Grande do Norte terminasse, pela primeira vez, abaixo de atingir a meta de 80% estabelecida pelo Ministério da Saúde. Dos 166.646 mil do público esperado, o município de Natal só conseguiu vacinar 58,36%, ou seja, pouco mais de 97 mil pessoas tomaram a vacina. No total, o estado vacinou 503.450 mil pessoas, ficando em penúltimo lugar no ranking nacional do Programa Nacional de Imunizações, com 75,83% de pessoas vacinadas, à frente apenas do Acre que atingiu 75,23% da sua cobertura.

A coordenadora de Imunizações da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Francisca Santos lamenta, que a ação não tenha alcançado êxito no RN e esclarece que o Ministério da Saúde deu um prazo final para todos os estados fecharem os dados da campanha, até a próxima segunda-feira (13).

“Pela primeira vez não conseguimos atingir a meta com nossos idosos (72,46%) e crianças (76,50%). Lamentamos o fato da população não ter aderido totalmente a campanha que teve início no RN no dia 22 de abril. Passados seis meses só conseguimos obter êxito entre os públicos de trabalhadores de saúde (88,80%), gestantes (80,65%) e puérperas (89,02%). Com o maior engajamento da população podemos mudar essa realidade”, destaca Francisca Santos. 

De acordo com os dados do PNI até ontem (10) mais de 35 milhões de pessoas no Brasil já tinham se vacinado contra a influenza, o que representa uma cobertura de 86.64% do esperado. No Rio Grande do Norte o destaque para as Unidades Regionais de Saúde: I Ursap (86,84%), II Ursap (80,49%), III Ursap (85,13%) e V Ursap (81,12%) que atingiram a meta nacional, no entanto a IV Ursap (77,64%), a VI Ursap (75,87%) e a Grande Natal (66,93%) não tiveram o mesmo êxito.

Tags: vacina
A+ A-