Efetivo policial do RN é um dos menores do País, afirma Paoulla Maués

Presidente da Adepol afirmou que o Estado conta atualmente com 1,379 policiais civis.

Fátima Elena Albuquerque,
Reprodução/TV
Segundo Paoulla Maués, o atual núcleo de inteligência da Polícia Civil é restrito à Grande Natal, mas a ideia é expandi-lo para todo o RN.

Para marcar a comemoração dos 38 anos da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, no dia 21 deste mês, a Associação dos Delegados de Polícia Civil do RN (Adepol), irá apresentar ao governo estadual uma série de projetos que deverá contribuir para a modernização e ampliação da capacidade investigativa da instituição. De acordo com a presidente da Adepol, a delegada Paoulla Maués, no total serão oito projetos, que serão entregues à governadora Fátima Bezerra.

“São projetos bem importantes para a população e cada um possui uma temática diferente. Na pesquisa que fizemos [Eu decido a segurança no RN], no mês de agosto de 2018, recebemos mais de três mil propostas e identificamos muitas coisas eleitas pela população como necessidade. Uma das primeiras medidas foi o investimento em inteligência”, destacou Paoulla Maués, em entrevista nesta quinta-feira (10) ao programa RN Acontece.

Segundo a delegada, diante disso, o projeto propõe a criação de núcleos de inteligência policial em todo o interior do Estado. Ela explicou que atualmente o núcleo é restrito à Grande Natal e a ideia é expandir para outros municípios, para que se aumente a capacidade investigativa. A Adepol também propõe o incremento das delegacias especializadas, para que policiais sejam incentivados a cada vez mais se qualificarem no combate a crimes complexos, a exemplo dos praticados por organizações criminosas.

PAO-H2

Outro projeto que será apresentado ao Executivo estadual é o que viabiliza o aumento imediato do efetivo policial e o atendimento à população 24h por dia em todo o RN. “O governo prometeu, até o final deste mês, informar a banca que irá realizar o concurso para a Polícia Civil. Esse processo já se arrasta desde 2015”, disse. Ela frisou ainda que o efetivo policial do Estado é um dos menores do País. “Pela Lei Complementar 417, teríamos que ter 5.150 policiais, porém, hoje, tempos pouco mais de 1.379 no Estado todo, na ativa”, acrescentou.

As minutas dos projetos, comentou a presidente da Adepol, já foram apresentadas ao chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, para apreciação e até o dia 21, os projetos finais estarão protocolados. Paoulla Maués esclareceu ainda que todos eles foram bem estudados e espelhados em projetos exitosos em outros estados.


Confira a entrevista:


AMS

Tags: Paoulla Maués RN Acontece
A+ A-