Memorial Câmara Cascudo ganha iluminação e espaço para eventos

Solenidade reuniu familiares do folclorista, artistas, intelectuais, representantes da Cosern e gestores do Governo do Estado.

Da redação, Governo do Estado,
Demis Roussos/Governo do Estado
Projeto de iluminação realizado no Memorial Câmara Cascudo faz parte das ações do Grupo Neoenergia e Fundación Iberdrola España.

Valorizar a cultura e a arte, bem como a preservação dos monumentos históricos e culturais são objetivos da ação conjunta do Instituto Neoenergia e da Fundação José Augusto que entregou a iluminação externa especial ao Memorial Câmara Cascudo. As luzes foram acionadas nesta quinta-feira (13), em solenidade que reuniu representantes da Fundación Iberdrola España, grupo Neoenergia, Cosern, familiares do folclorista Luís da Câmara Cascudo, artistas, intelectuais e gestores do Governo do Estado.

"Este projeto luminotécnico tem um simbolismo muito significativo, pois recupera um patrimônio histórico que leva o nome de Luís da Câmara Cascudo, que é reconhecido não só pelo povo do Rio Grande do Norte, mas internacionalmente pela grandiosidade da sua obra. Nosso governo trata com muita seriedade a cultura e a história do nosso povo", ressaltou a governadora Fátima Bezerra, durante a solenidade de inauguração.

A retomada das obras do Teatro Alberto Maranhão e do Forte dos Reis Magos foram anunciadas pela governadora durante seu discurso. "Estamos trabalhando duro e por meio das secretarias de Infraestrutura e Turismo, conseguimos destravar muitas burocracias, para entregar estas obras até o final de 2020. Além da biblioteca Câmara Cascudo e as reformas das praças do Centro Histórico de Natal", afirmou.

O diretor geral da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, ressaltou as diversas ações de incentivo e fomento à cultura realizadas pela gestão e anunciou um novo edital. "Estamos lançando, em poucos dias, o edital do Registro do Patrimônio Vivo (RPV) que visa conceder uma bolsa aos mestres da cultura popular. Para incentivar estes grandes nomes vamos anunciar também a renúncia fiscal da Lei Câmara Cascudo. Estas e outras ações comprovam o compromisso deste governo com o patrimônio histórico e cultural potiguar".

O projeto de iluminação realizado no Memorial Câmara Cascudo faz parte das ações do Grupo Neoenergia e Fundación  Iberdrola España, ao qual a Cosern pertence. "O Nordeste brasileiro é uma região como poucas no mundo, capaz de produzir tantos artistas, cantores, pintores, escritores e pessoas preocupadas com a cultura e a arte popular. Esta riqueza temos a obrigação de preservar e compartilhar com todos. Não podemos esquecer a responsabilidade social corporativa e por isso, no Instituto Neoenergia realizamos ações como este projeto de iluminação que muito nos orgulha", enfatizou o presidente do Grupo Neoenergia, Mário Ruiz.

Além das autoridades já citadas participaram da solenidade o presidente da Cosern, Luiz Antônio Ciarlini, a diretora do grupo Neoenergia, Renata Chaves e as netas de Câmara Cascudo, Daliana e Camila Cascudo.

Acompanharam, ainda,  o vice-governador Antenor Roberto, o senador Jean-Paul Prates, os secretários de Estado Gustavo Coelho (Infraestrutura), Ana Maria da Costa (Turismo) e Fernando Mineiro (Gestão de Projetos e Metas de Governo e Relações Institucionais).

Fachada iluminada

O projeto utiliza 53 refletores com lâmpadas de LED direcionados para a fachada do prédio e para a estátua de Cascudo. O sistema é automatizado, ligando e desligando conforme a incidência de luz natural. Além da iluminação estilizada, a Fundação José Augusto vai inaugurar também o Largo Gumercindo Saraiva, nos fundos do edifício, para receber saraus e outros eventos de pequeno porte. O primeiro será o “Quintal de Luís”, encenado pelo grupo Estação de Teatro.

Memorial Câmara Cascudo

O prédio de estilo neoclássico localizado na Praça André de Albuquerque foi reformado e equipado em 2018 pelo Governo do RN, por meio do Governo Cidadão e agora recebe a iluminação que proporciona mais destaque e visibilidade a um dos principais pontos turísticos do Centro Histórico de Natal, composto por ruas e edifícios nos bairros da Ribeira e da Cidade Alta.

Construído em 1875, o imóvel sediou a delegacia local do Ministério da Fazenda e, a partir de 1955, o Quartel General do Exército. Em 1987, foi incorporado pelo Governo do Estado e transformado no Memorial Câmara Cascudo. Abrigou, então, a biblioteca, cartas, coleções de arte popular e outros objetos e documentos de Luís da Câmara Cascudo, o principal intelectual potiguar. Hoje o acervo se encontra no Instituto Ludovicus, mantido por seus herdeiros.

Atualmente o prédio do Memorial abriga a Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão.

Tags: Cultura Governo do Estado
A+ A-