Veja destaca a operação que escancarou os esquemas de corrupção na FIFA

Escândalos atingem também o coração da CBF, e podem representar o fim de uma era de cobrança de propina.

Da redação,

veja-mA edição da revista Veja desta semana destaca: Governo padrão Fifa: reeleição de Blatter sob suspeitas.

A operação que escancarou mundialmente os esquemas de corrupção na FIFA e que atingem o coração da CBF representam o fim de uma era de cobrança de propina, lavagem de dinheiro e outros crimes cometidos por cartolas.

Ainda se tratando de futebol, a Veja traz uma matéria que fala que Ricardo Teixeira coloca à venda sua mansão em Miami.

Ex-presidente da CBF quer vender rápido o imóvel por R$ 40 milhões - preço inicial era de R$ 50 milhões. Ele acompanha a venda do Rio de Janeiro

Polícia
Escola do crime
Do padrão brasileiro ao norueguês em uma década

Carta ao Leitor
Uma Veja muito especial
Os "rascunhos da história"

Leia mais em Veja.


istoe-m,Istoé

A revista Istoé também destaca os escândalos na Fifa. A Cartolagem bandida. Investigação do FBI escancara os esquemas de corrupção da Fifa e mostra como executivos da entidade e seus parceiros comerciais embolsaram milhões de dólares ilícitos. Agora, o futebol tem uma oportunidade única para virar esse jogo.

Também é destaque na Istoé: O apagão das universidades.

A greve de professores e servidores agrava a crise na educação e mostra o descaso do governo com as instituições de ensino publico do País, já comprometidas pelo corte nos repasses.

Leia mais em Istoé.



carta-mCarta Capital

A Carta Capital aborda os escândalos na Fifa.

Se não fossem eles


Economia

O crédito entra no volume morto


Brasiliana

A professora na praça de guerra

Leia mais em Carta Capital.




epoca-mÉpoca

A revista Época acaba de completar 17 anos. Para comemorar a data, foi elaborada uma edição retrô. Que país era este?

Uma das matérias destaca o fiasco da fusão entre DEM e PTB agrada senador Ronaldo Caiado. Ele era um dos principais críticos da junção. Militantes do PMDB, que o queriam no partido, farão novos planos.

Em uma reportagem sobre a maternidade, a revista aborda: Brasil, o país das cesáreas, reduz a mortalidade materna menos que o combinado. A queda nessas mortes, desde 1990, é de 55%. O país havia se comprometido na ONU com uma redução de 75%.

Entrevista
"Governos fazem pouco para retomar dinheiro roubado", Juval Aviv

Da redação
A importância de debater com serenidade

Leia mais em Época.

Tags: revistas
A+ A-