Delação premiada bombástica de Delcídio foi destaque nas revistas semanais

Senador diz que Dilma interferiu nas investigações da Lava Jato e que Lula é mandante de pagamentos à família de Cerveró.

Da redação,

As revistas semanais do país trazem à tona um debate em torno da delação premiada do senador Delcídio do Amaral.

ISTOE-MIstoÉ

Delcídio conta tudo. Em delação premiada bombástica, senador diz que Dilma interferiu nas investigações da Lava Jato e que Lula é mandante de pagamentos à família de Cerveró.

Lula não muda o repertório em entrevista após depoimento

Ex-presidente repetiu a cantilena de sempre e não explicou nada em seu pronunciamento em que diz que "não acertaram a cabeça da jararaca", numa alusão a si mesmo.

Saúde

Em um intervalo de apenas dois dias, duas pesquisas independentes, uma no Rio de Janeiro e outra nos Estados Unidos, chegaram a conclusões muito parecidas sobre como o vírus zika é capaz de agir no cérebro, infectando e matando células neuronais, o que reforça a suspeita de que o vírus está por trás do aumento no número de casos de microcefalia no Brasil.

Economia

O mercado doméstico foi embalado nesta sexta-feira, 4, pelo crescimento das chances de a presidente Dilma Rousseff não terminar seu mandato, após a condução coercitiva do ex-presidente Lula. O movimento foi reforçado pela melhora do cenário externo, onde o destaque são os ganhos entre 3% e 4% dos preços do petróleo.

Reflexo da Operação Lava Jato, o dólar comercial fechou em queda de 1,12%, cotado a R$ 3,76, no menor patamar desde 9 de dezembro do ano passado. Somente nos quatro primeiros dias do mês, a moeda recuou mais de 5%, uma queda de quase R$ 0,20. 

Justiça

A Justiça Federal no DF mandou sustar a nomeação de Wellington César Lima e Silva para o Ministério da Justiça. Ele tomou posse ontem no lugar de José Eduardo Cardozo, que foi para a Advocacia Geral da União (AGU). A decisão atende a ação popular de autoria do deputado Mendonça Filho (DEM-PE) que alegou que a Constituição não permite que um membro do Ministério Público assuma um cargo no Executivo. A decisão liminar é da juíza Solange Salgado, da primeira Vara Federal.


VEJA-MVeja

Lula e a Lei

A sociedade secreta de Lula com as empreiteiras envolvidas no escândalo de corrupção da Petrobras rendeu favores, mordomias e mais de 40 milhões de reais ao ex-presidente.

Dilma chega à casa de Lula para visita estratégica.

A presidente Dilma Rousseff chegou por volta das 13h30 deste sábado ao prédio onde mora Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo (SP), para encontro com o ex-presidente. Em frente ao prédio, militantes fazem uma vigília. Dilma, Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia apareceram na varanda e acenaram para os manifestantes. O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, também integra a comitiva da presidente que está no apartamento de Lula. Na pauta do encontro, mais que uma mera solidariedade ao ex-presidente, estão as estratégias do governo e do PT para reagir às denúncias da delação do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e à condução coercitiva de Lula para depor na Polícia Federal.

Em nota, Moro justifica a condução coercitiva de Lula. O juiz Sergio Moro, que coordenada as ações da Operação Lava Jato, emitiu uma nota neste sábado justificando seu pedido para o depoimento coercitivo do ex-presidente Lula, realizado nesta sexta, na seda da Polícia Federal do aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O magistrado lamenta que "as diligências tenham levado a pontuais confrontos em manifestação políticas inflamadas, com agressões a inocentes". Moro também explica que "as medidas investigatórias visam apenas o esclarecimento da verdade e não significam antecipação de culpa do ex-presidente".

Economia

'Hoje o mercado está refém da Lava Jato', diz ex-presidente do BC. Ex-presidente do Banco Central e sócio da Tendências Consultoria Integrada, o economista Gustavo Loyola, diz que a alta do Bolsa e a queda do dólar que ocorreram nos últimos dias é uma reação de curto prazo em relação aos recentes episódios políticos que aumentaram a probabilidade de interrupção do mandato da presidente Dilma Rousseff. Para ele, o cenário é incerto e os movimentos da polícia e da política vão determinar a trajetória do mercado. "O mercado está refém da Lava Jato", diz. A seguir, os trechos da entrevista.

Brasil

Prévias do PSDB motivam mudanças no governo paulista

O tenso processo de prévias do PSDB para definir o candidato do partido à Prefeitura de São Paulo começa a ter efeitos diretos sobre outra administração, a do governo do Estado. Braço direito de Geraldo Alckmin, o titular da Casa Civil, Edson Aparecido, responsável pela articulação política do Palácio dos Bandeirantes e ex-coordenador da campanha do tucano à reeleição em 2014, perdeu espaço no governo por não ter apoiado o empresário João Doria, que é apoiado pelo governador.


EPOCA-MÉpoca

Aonde a Lava Jato pode chegar

O que os procuradores esperam descobrir sobre Lula. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é alvo da 24ª fase da Operação Lava Jato, batizada da Aletheia. Nesta sexta-feira (4), cerca de 200 policiais federais e 30 auditores da Receita Federal foram às ruas cumprir 44 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva – incluindo um para Lula, que foi levado para prestar depoimento em uma área reservada da Polícia Federal no aeroporto de Congonhas no período da manhã. Filhos do ex-presidente também são alvos. Contra a mulher dele, Marisa Letícia, não há mandado. O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, do Ministério Público Federal, afirmou, em entrevista coletiva, que não há pedido de prisão contra Lula.

PGR apresenta nova denúncia contra Eduardo Cunha

Rodrigo Janot, procurador-geral da República, apresentou nesta sexta-feira (4) nova denúncia contra o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados.

Wellington César sofreu revés antes de ter nome suspenso para o Ministério da Justiça

A liminar da Justiça Federal do Distrito Federal que sustou hoje a nomeação de Wellington César Lima e Silva para o ministério da Justiça não foi o único revés sofrido por ele nesta semana. Lima e Silva vinha trabalhando para que o Procurador-Geral de Justiça da Bahia que o sucedeu, Márcio Fahel, fosse reconduzido ao cargo. O governador Rui Costa, no entanto, o ignorou. Escolheu Ediene Lousado.


CARTA-MCarta Capital

O Complô

Política

Suposta delação de Delcídio deixa Poderes à beira de crise

Em 2008, uma revista noticiou que o então presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, tinha sido grampeado por algum órgão federal. O grampo jamais foi comprovado, mas o episódio quase causa uma crise entre os poderes, com Mendes a chamar o então presidente Lula “às falas”. A suposta delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) provocou um stress parecido, mas com sinais trocados. 

Legalidade de condução coercitiva gera debate

Pela primeira vez, um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) fez uma crítica aberta e dura aos procedimentos da força-tarefa da Operação Lava Jato e ao juiz Sergio Moro. Na tarde desta sexta-feira 4, na esteira da 24ª fase da operação, Marco Aurélio Mello deu lições ao magistrado de Curitiba.

Tags: delação revistas
A+ A-