Polêmicas envolveram a principal rede social do mundo, o Facebook

Empresa foi multada em R$ 2,3 milhões pela violação da privacidade de usuários.

Da redação,
Arquivo/Agência Brasil
Facebook deu acesso a dados pessoais dos usuários da plataforma a dezenas de empresas tecnológicas.

SELO-RETROSPECTIVA-2018Em 2018, a principal rede social do mundo, o Facebook, se envolveu em muitas polêmicas. Em outubro, o órgão regulador de informação do Reino Unidos multou a empresa em £ 500.000 (R$ 2,3 milhões) pela violação da privacidade de usuários no escândalo do vazamento de dados para a empresa de marketing digital britânica Cambridge Analytica.

Em março, reportagens de jornais no Reino Unido e nos Estados Unidos revelaram um vazamento de dados de 87 milhões de pessoas coletados no Facebook por meio de um aplicativo de perguntas, que foram posteriormente repassados à Cambridge Analytica.

Munida dessas informações, a empresa teve papel decisivo na eleição de Donald Trump e na saída do Reino Unido da União Europeia, no processo conhecido como Brexit.

A empresa também divulgou que 29 milhões de usuários da rede social foram afetados por uma invasão de hackers identificada no dia 25 de setembro, que resultou no acesso a dados e informações desses perfis. A vulnerabilidade explorada pelos invasores foi corrigida. 

A mais recente polêmica foi divulgada no dia 19 de dezembro pelo jornal The New York Times que revelou que o Facebook deu acesso a dados pessoais dos usuários da plataforma a dezenas de empresas tecnológicas.

O jornal norte-americano diz que a rede social permitiu o acesso a esses dados sem que as empresas tivessem que cumprir regras de privacidade. O Facebook afirmou que não permitiu o acesso à informação sem o consentimento das pessoas.

Tags: Facebook violação de privacidade de usuários
A+ A-