Semana Santa na quarentena terá celebrações transmitidas pela internet

Ritual do lava-pés, realizado na Quinta-Feira Santa foi proibido pelo Vaticano.

Fátima Elena Albuquerque,
Reprodução/TV
Celebrações da Semana Santa acontecerão nas igrejas com as portas fechadas e sem a presença de fiéis.

Neste ano, as celebrações da Semana Santa terão contornos diferentes devido à pandemia da covid-19. Por orientação do Vaticano, a reunião dos fiéis nas igrejas católicas deve dar lugar à participação nas celebrações transmitidas pela televisão ou pelas redes sociais.

Para muitos fiéis, em especial o público mais conservador, as transmissões virtuais ainda causam uma certa resistência, mas, para a maioria da população restou compreendido que essa foi a forma encontrada pela Igreja Católica para aproximar os paroquianos de maneira segura para todos e não deixá-los desamparados diante de um momento tão difícil, enfrentado pela humanidade.. As mudanças ocasionadas pela pandemia estão fazendo com que tanto o clero quanto os fiéis se adaptem aos recursos tecnológicos disponíveis.

Na Arquidiocese de Natal, como em todo o país, as celebrações acontecerão nas igrejas, com as portas fechadas. A recomendação do arcebispo, Dom Jaime Vieira Rocha, é que todas elas sejam transmitidas pelos meios de comunicação, para que as pessoas possam acompanhar, em casa.

Seguindo as determinações do Vaticano, o ritual do lava-pés, realizado na Quinta-Feira Santa para representar o momento em que Jesus Cristo lavou os pés de seus discípulos, está proibida. Procissões também não irão ocorrer na Sexta-Feira Santa nem no Domingo da Ressurreição.

Muitos párocos têm orientado que cada família prepare em sua casa um pequeno altar, tendo em destaque a Bíblia Sagrada, um crucifixo, uma vela e as imagens dos santos de sua devoção.

“Será uma Semana Santa incomum, mas no silêncio de nossas cidades, ressoará o Evangelho da Páscoa”, afirmou o papa Francisco em mensagem enviada aos fiéis, em todo o mundo. O pontífice reforçou que mantém a esperança de um tempo melhor e pediu que as pessoas sejam generosas; ajudem quem precisa em seu entorno e busquem, preferencialmente por telefone ou redes sociais, as pessoas que estão mais sozinhas.

Papa-Francisco-H

Orações
pelos profissionais da saúde e pesquisadores

Entre as orientações publicadas pelo Vaticano em seu decreto, há também a sugestão para que, na oração universal da Sexta-Feira Santa, os bispos dediquem uma intenção especial àqueles que se encontrarem em "situação de perda, de doentes e de falecidos".

Para essa oração, a CNBB sugere a leitura de um texto que fala especificamente da pandemia da covid-19. O trecho pede o fortalecimento dos profissionais de saúde que têm se dedicado a enfrentar a doença e a inspiração dos cientistas que trabalham na pesquisa de uma vacina contra o novo coronavírus.

"Oremos ao Deus da vida, salvação do seu povo, para que sejam consolados os que sofrem com a doença e a morte, provocadas pela pandemia do novo coronavírus; fortalecidos os que heroicamente têm cuidado dos enfermos; e inspirados os que se dedicam à pesquisa de uma vacina eficaz", diz o texto.

Confira os horários das celebrações nas paróquias e como as pessoas podem acompanhá-las.

Tags: coronavírus Covid-19 isolamento social pandemia quarentena Semana Santa transmissões pela internet
A+ A-