Arcebispo recebe documento do Papa que atesta canonização dos Santos Mártires

Canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu ocorreu no dia 15 de outubro de 2017, em Roma.

Da redação, Arquidiocese,
Pe Valdir Cândido

Nesta quinta-feira, data em que se recorda o martírio de Cunhaú, ocorrido em 16 de julho de 1645,  foram entregues ao arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, as “Letras Decretais”, ou seja, o documento oficial, assinado pelo Papa Francisco, que atesta a Canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, acontecida no dia 15 de outubro de 2017, em Roma, e a sua inclusão no Álbum dos Santos venerados em toda a Igreja Católica.

O documento foi entregue pela Secretaria de Estado da Santa Sé  ao Padre Flávio Medeiros, do clero da Arquidiocese de Natal e que trabalha na Basílica de São Pedro, no Vaticano, que o trouxe para ser entregue ao Arcebispo Metropolitano.

Segundo Padre Flávio, o Decreto só foi entregue agora, mais de  dois anos após a celebração da canonização, porque “é um documento muito solene e único, todo redigido em língua latina, feito artesanalmente pelos copistas pontifícios , havendo todo o cuidado sobre os nomes dos novos Santos que são incluídos na formulação com a qual ele foi elaborado”.

Tags: Religião
A+ A-