Força-tarefa municipal inicia monitoramento em circos, cinemas e casas de shows

Objetivo da fiscalização é verificar o cumprimento do protocolo de saúde, de acordo com decreto municipal publicado na quarta-feira.

Da redação, Prefeitura do Natal,
Alex Régis/Prefeitura do Natal
Entre as regras a serem seguidas pelos estabelecimentos, destaca-se a exigência de distanciamento mínimo.

A equipe multidisciplinar da Prefeitura de Natal, que fiscaliza o cumprimento dos decretos relativos à retomada gradual das atividades dos estabelecimentos na cidade, iniciou o trabalho de monitoramento e verificação do cumprimento das regras nos cinemas, casas de shows, teatros e circos da capital potiguar. Nesta segunda-feira (26), os fiscais do Procon Natal, Semsur, Vigilância Sanitária/SMS, Semurb e Semdes estiveram no Circo Americano, que está montado às margens da BR-101, no bairro de Lagoa Nova.

O objetivo da fiscalização é verificar o cumprimento do protocolo de saúde, de acordo com decreto municipal publicado na última quarta-feira (21), que ampliou o número de empreendimentos que voltam a funcionar na capital. Entre as regras a serem seguidas pelos estabelecimentos, destaca-se a exigência de distanciamento mínimo e prevenção estabelecidas no protocolo geral de enfrentamento à covid-19, a venda de ingressos e produtos via internet, oferecer álcool em gel aos clientes, restringir o uso dos elevadores somente para pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção. Além disso, ficam vedadas as sessões de foto com artistas, a fim de evitar aglomerações.

Nos circos, como o fiscalizado nesta segunda-feira, as lonas devem ser levantadas até a altura da última arquibancada, de modo a permitir a circulação do ar. Além de uso obrigatório de máscara, luvas e óculos de proteção por todos os colaboradores que trabalhem com a manipulação de alimentos, controle de matéria-prima e transportes.

“Esse estabelecimento começou a funcionar no último dia 23 e hoje fizemos alguns apontamentos como: a demarcação dos assentos, a montagem da estrutura da lona, que deve estar levantada até a última fileira dos bancos para permitir uma maior ventilação do ambiente, verificamos como está a situação dos banheiros, como está acontecendo a venda de gêneros alimentícios, a questão dos produtos para sanitização dos ambientes e outras normas. O local está cumprindo as regras”, destacou o diretor geral do Procon Natal, Gleiber Dantas.

O produtor do Circo Americano, Bryan Stevanovich, acompanhou a fiscalização e parabenizou a equipe pelo cuidado, zelo e olhar criterioso em relação ao cumprimento das normas. Para ele, esse trabalho é fundamental para gerar mais segurança para o público e para os artistas: “Essas ações são extremamente necessárias e válidas. Aqui, estamos seguindo todas as regras vigentes. É preciso oferecer o melhor em termos de segurança e estrutura para o público e nossos artistas. Foram oito meses parados. Como toda retomada, tem sido um início difícil, mas aos poucos vamos recuperar o nosso segmento que foi duramente afetado”, detalhou.

Circo-Americano-H

A saída dos eventos deverá ser feita de forma escalonada por fila de assentos. Ficam suspensos os intervalos durante os espetáculos. É recomendado que os artistas utilizem máscara durante toda a apresentação; caso não for possível, devem manter distanciamento mínimo de 6m (seis metros) em relação ao público.

Gleiber informou ainda que a força-tarefa de fiscalização municipal vai começar o trabalho nos cinemas na próxima quinta-feira (29), data prevista para a reabertura da rede Cinépolis, localizada no Natal Shopping. As demais redes do gênero que operam na capital potiguar ainda não divulgaram quando retornarão as suas atividades.

Para os cinemas, fica autorizado o ingresso de, no máximo oito pessoas por núcleo familiar, seguindo todas as regras anteriormente expostas. Os assentos devem ser intercalados, com distância mínima de 1m (um metro) entre cada assento ocupado. Uso obrigatório de máscaras de proteção por todas as pessoas que ingressarem no estabelecimento – inclusive os funcionários.

Tags: casas de shows cinemas circos fiscalização Prefeitura do Natal teatros
A+ A-