Quatro nomes surgem na sucessão municipal de Caicó

Roberto Germano, Bibi Costa, José Rangel e Pacífico Fernandes são os nomes para a disputa de 2008.

Josenildo Carlos,
Montagem - fotos cedidas
Germano, Bibi, Rangel e Pacífico (De cima para baixo, em sentido horário)
Faltando pouco mais de um ano para as eleições municipais de 2008, a corrida sucessória em Caicó promete muitas discussões de bastidores para o fechamento de alianças até que sejam definidos os nomes que disputarão a prefeitura do maior município da região Seridó. Hoje, é dado como certo que o futuro prefeito de Caicó sairá entre os quatro nomes já postados no tabuleiro.

As últimas pesquisas de opinião pública que foram feitas no município mostram que o ex-prefeito Roberto Germano (PCdoB) lidera com folga a preferência do eleitorado caicoense. Em segundo, aparece o atual prefeito Bibi Costa (PR), irmão do deputado estadual Vivaldo Costa (PR). Depois, surgem próximos o líder empresarial José Rangel (PV) e o ex-secretário de Saúde de Caicó, Pacífico Fernandes (PDT), este integrante do sistema político do deputado estadual Álvaro Dias (PDT) e do ex-prefeito Manoel Torres (PMDB).

Dificilmente os quatro partirão para candidaturas próprias. As prováveis alianças que deverão acontecer indicam que dois e no máximo três deles se lancem candidatos a prefeito. O compasso de espera gira em torno da decisão da governadora Wilma de Faria. Os deputados Vivaldo Costa e João Maia (PR) já disseram que ela dará a palavra final na escolha entre Roberto Germano e Bibi Costa como o candidato do sistema. O problema para Wilma é que nenhum dos dois parece dispostos a abrir mão da disputa.

Caso Wilma opte por Bibi, é muito provável uma aliança de Germano com o grupo político de Álvaro Dias. Pacífico, então, seria o vice na chapa. Na preferência da governadora por Germano, seria uma incógnita a posição de Bibi — apoiaria o nome do ex-prefeito ou mudaria de partido e romperia com o sistema? Faria uma aliança com o sistema de Álvaro?

Outra suposição seria a aliança dos sonhos para os eleitores dos setores denominados “progressistas”. Muitos sonham com uma chapa formada por Roberto Germano e José Rangel. Seria a concretização da criação da terceira força política do município, que ao longo das últimas décadas foi dominado pela “Bandeira Vermelha” de Vivaldo Costa e a “Verde” de Manoel Torres.
A+ A-