MP manifesta-se contrariamente ao pedido de sigilo nas investigações da Operação Impacto

Solicitação de advogado de vereadores para que o processo corra em total sigilo não é acatado pelo MP por ser sem fundamento.

Gabriela Barreto,
Gabriela Duarte
Flaviano quer que investigações corram em total sigilo.
A assessoria de imprensa do Ministério Público informou ao portal Nominuto.com que o pedido do advogado Flaviano Gama - que solicita que as investigações da Operação Impacto corram em total sigilo - recebeu parecer negativo. 

Flaviano é advogado dos vereadores Salatiel Souza, Adenúbio Melo e Francisco de Assis, todos do PSB e envolvidos nas denúncias de votação viciosa às polêmicas emendas do Plano Diretor de Natal.

Segundo a assessoria, o promotor Afonso de Ligório definiu tal posição por julgar que se trata de um pedido sem fundamento, já que nenhuma divulgação poderia ser feita, nem mesmo se as investigações resultassem numa ação de esfera criminal.

O MP informou que já encaminhou o parecer que negava o pedido do advogado ao juiz responsável. Este, por sua vez, ainda não se posicionou, o que deverá ser feito ainda essa semana.

Caso o juiz decida pela aprovação do pedido, estará indo contra um parecer do MP, explicou a assessoria, que acrescentou ainda que o promotor Afonso de Ligório só poderá dar declarações se o juiz negar a solicitação de Flaviano.

Prorrogação
Enquanto isso, o delegado responsável pelas investigações, Júlio Rocha, prorrogou mais uma vez o prazo para a entrega do inquérito final. O motivo é o mesmo alegado anteriormente: faltam informações.

O delegado alegou que, mesmo diante da demora da apuração, não há problema em solicitar prorrogações.
A+ A-