Medidas de afrouxamento em Natal viram notícia em jornal do País

No sábado, o prefeito Álvaro Dias publicou um novo decreto, indo de encontro às medidas mais rígidas adotadas pelo governo estadual.

Da redação,
Fladson Soares/Nominuto
Prefeito de Natal, Álvaro Dias, publicou decreto que afrouxa as medidas impostas pela governadora Fátima Bezerra para o RN.

A guerra de decretos entre o Governo do Rio Grande do Norte e prefeituras municipais, em especial a Prefeitura do Natal, foi destaque nesta segunda-feira (8) na coluna Painel, da Folha de São Paulo.

A coluna mostra que, além das divergências entre governadores e Bolsonaro, outro foco de crise é dos estados com prefeituras, e cita como exemplo o RN, onde o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), e lideranças de prefeituras do interior se rebelaram contra as medidas restritivas impostas pela governadora Fátima Bezerra (PT).

No sábado, o prefeito de Natal publicou um novo decreto, permitindo o funcionamento de bares e restaurantes todos os dias da semana até às 21h. Shoppings também estão liberados entre 9h e 20h.

A coluna destaca que dos 22 hospitais do RN, 17 estão com 100% de ocupação. Na região metropolitana de Natal, 84 pacientes aguardam leito de UTI e há falta de alguns equipamentos. Também traz uma declaração da secretária-adjunta estadual de Saúde Maura Sobreira, que afirmou que será uma catástrofe caso as medidas restritivas não sejam mantidas. “A situação já está de crise, de caos. Nós não conseguimos equacionar a abertura de leitos com a liberação da circulação de pessoas”, disse ela.

Tags: Governo do Estado guerra de decretos Prefeitura do Natal
A+ A-