Líder do governo confirma criação de novo imposto sobre transações

Alíquota será de 0,2%; parlamentares ainda não fecharam acordo sobre reforma tributária.

Da redação,
Roque de Sá/Agência Senado
Gomes disse que não haverá aumento de carga tributária porque o novo tributo não será discutido de forma “solta”.

O líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB), confirmou nesta segunda-feira que a reforma tributária do governo prevê a criação de um imposto sobre transações com alíquota de 0,2%. Após o almoço, porém, líderes do Legislativo e do governo disseram que não chegaram a um acordo sobre a próxima fase da reforma.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a proposta técnica já está pronta, mas ainda é preciso aguardar o timing político para avançar nas discussões.

Mais cedo, Gomes chegou a fazer cálculos sobre como o novo imposto deve incidir sobre operações. Em uma transação de R$ 1 milhão, o contribuinte passaria a pagar R$ 2 mil.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o senador destacou que não haverá aumento de carga tributária porque o novo tributo não será discutido de forma “solta”, mas atrelado à desoneração da folha de salários de todos os setores da economia.

Gomes assegurou também que a proposta apresentada nesta segunda-feira vai respeitar o teto de gastos, que limita o crescimento das despesas públicas.

Tags: criação de imposto imposto sobre transações reforma tributária
A+ A-