Iberê cobra "coerência" de Robinson e diz que política não se faz com "ódio"

Vice-governador reage às declarações do presidente da Assembleia Legislativa, que anunciou rompimento com a base governista.

Alisson Almeida,
O vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) reagiu às declarações do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Robinson Faria (PMN), que o acusou de ser o responsável por uma “trama maquiavélica” para enfraquecer o líder do PMN e expulsá-lo da base governista.

Em nota assinada por sua assessoria de imprensa, o vice-governador disse que lamentava “a forma encontrada pelo deputado Robinson Faria para deixar o governo do qual ele fez parte durante sete anos”.

Iberê afirmou Robinson tinha o direito de “optar por este caminho” e garantiu que respeita a decisão do parlamentar. Robinson Faria anunciou o rompimento político com a governadora Wilma de Faria (PSB) e assumiu que será o vice na chapa encabeçada pela senadora Rosalba Ciarlini (DEM), provável candidata oposicionista à sucessão estadual.

O vice-governador ainda deu um conselho ao presidente da AL e cobrou “coerência” de Robinson Faria. “Se eu pudesse dar-lhe um conselho, diria que política se faz com coerência, trabalho e com lealdade, nunca com ódio. Por fim, é importante lembrar que a população não quer saber de desafetos entre políticos, ela está interessada em projetos e ações que tragam resultados. É nisto que estou concentrado”.

A+ A-